Homely Fifteen


Não chegamos a planejar propriamente como seria sua comemoração de 15 anos. Falamos por alto, meses atrás, que você reuniria amigos, mas não discutimos onde, quantos ou o que fazer. Quando a data foi se aproximando, estávamos já confinados há semanas, tentando um dia por vez lidar da melhor maneira possível com o medo, o distanciamento dos amigos, a rotina de tarefas domésticas, álcool em gel e aulas online, jogos online, conversas online, notícias online, um mundo que parece caber inteirinho, com cores e dores, dentro de nossas telinhas e telonas. Não planejamos seu aniversário antecipadamente, mas se o tivéssemos feito, certamente nossos planos incluiriam campainha tocando, gente chegando, um sushi por aí. 

Isolamento social não é nem de longe o que eu teria desejado para o seu dia. Vê-lo cercado de amigos e saber quão querido você é tem sido uma alegria constante nessa década e meia. E imagino que também você receberia feliz, se pudesse, cada um dos abraços, entre um hambúrguer e outro. Hambúrguer ou sushi? O que seria? Pizza, talvez?  

Vai ser lasanha feita por seu pai, um pedido seu, só para nós. Um pedido seu, entre os outros não muito exigentes, nada do outro mundo. Você torce que o tempo passe e a gente volte a circular, como todos nós. No entanto, torce na boa, do seu jeito tranquilo, consciente de que, dado o contexto apavorante que nos ronda, não nos cabe ocupar a linha de frente das reclamações. Não você, tão cercado de carinho e proteção, com teto, mesa posta e amor. Você sabe. E ver que você sabe e reconhece é outra alegria. Você é, Arthur, uma pessoa bonita. 

(E então você guarda toda sua reclamação para os momentos em que interrompo o videogame.)

Pois bem, nesse aniversário de presentes e abraços adiados, nós estamos juntos na missão de entender o que realmente importa nesse mundo. Desconfiamos que é um lote de valores e afetos que, quando o bicho pega, nos mantém de pé, com o coração mirando o lugar certo e a cabeça centrada naquilo que nos torna humanos e dignos. Sempre há muito a ser cultivado, nunca se esqueça, mas é um alento saber que boa parte desse lote nós podemos, sim, "trazer" para o seu aniversário: amor à vida, celebração da arte que nos torna maiores, respeito pelo outro, compaixão, solidariedade, esperança e um tanto bom de sonhos bem, bem lindos. Nada disso vai faltar, meu amor. É seu lote de aniversário. 

O futuro não está nos esperando, preciso te contar essa verdade. Ele ainda não existe. Nós o estamos construindo agora, em cada escolha e em cada plano. O que mais posso querer, se não que "o mundo", essa entidade maluquinha, acerte nas escolhas? É meu maior desejo. E que cada passinho seu na construção desse futuro seja dado com o tal lote de aniversário.  

15 anos é uma data bacana. Sua voz tá engraçada, há um bigode a caminho, você não me deixa cortar seu cabelo (sábia decisão) e, caraca, como você cresceu. Já imaginou a alegria com que a gente vai comemorar de novo depois? Com a campainha tocando? E a gente dizendo "pode entrar"?! Aguardem-nos. Né? ;-)

Até lá, a gente segue assim: não me canso de olhar pra você, seu lindo. No ano passado, escrevi aqui: "Espalhe-se." Bem, não dá muito pra se espalhar agora, mas eu topo te ajudar a esperar.  

Te amo muito, filhão. Feliz aniversário, meu amor.   





Na versão Arthur 15 anos, você faz bolo. Curti.


Você num distante dezembro, quando a gente ainda podia sair de casa. :-)

Agora larga o telefone e vai tomar sol no quintal. 

5 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

Vocês são muito, muito queridos. É lindo saber que o Arthur está aprendendo isso: o futuro não nos espera. A gente o faz ao se fazer e vocês se constroem construindo tanta coisa boa e bonita. É uma alegria daqui de longe mandar meu carinho. Parabéns pra vocês.

Anônimo disse...

Rita, que delícia.
O Arthur faz aniversário e a gente ganha o presente: mais um daquilo que vai o quentinho do coração! Acho que estamos todos tão precisados.
Parabéns pro Arthur, parabéns pra vocês!
Um abraço grande, Felicia

Juliana disse...

Arthur,
que o lote de aniversário que sua mãe desejou venha em dobro!
Saúde, paz, alegrias e muito amor sempre. Feliz aniversário! Beijos, Ju

Jeanne disse...

Rita, parabéns pelo filhão lindo! Desejo tudo de maravilhoso para vocês!!!! Saudades!!! Amo vocês!!!! Mil beijos. Jeja

margo disse...

Ah, qdo comecei a acompanhá-la, ele era tão pequenino!
Felicidades, rapazinho!
Parabéns, família maravilhosa!
Que vocês sejam sempre iluminados e felizes!
Margaret

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }