Do que é tão bom


No café da manhã com as crianças e as panquecas, no trânsito a caminho do mercado, no brinde do almoço, nos pedacinhos do dia que ainda estamos construindo hoje, agora; em cada pedacinho desse dia mora minha emoção por estar cumprindo aquilo que desejei lá atrás, há tantos anos. Estamos caminhando, repartindo e reparando, às vezes abismados, em outras apenas nos deixando levar por essa coisa imensa que é nossa vida juntos. Seu dia, de novo, e eu ao seu lado. O mesmo amor, a mesma certeza, a mesma alegria combinados a dúvidas inventadas ou teimosas, ao aprendizado diário e bem-vindo. No mesmo barco, nossos filhos que hoje também celebram essa sorte gigante de ter você na vida. Eu olho, suspiro e me ocorre dizer: que coisa boa.

Feliz aniversário, meu amor.
 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }