Primaverices


Tem sido uma primavera nublada dentro e fora de mim. Na maior parte dos dias, se fecho os olhos e ouço o barulhinho da chuva e dos trovões ao fundo, posso até brincar de inverno. E há os dias em que o sol obedece o calendário, às vezes tímido, às vezes furando as nuvens e aquecendo bochechas e ideias. Com ou sem sol, as flores iluminam minha janela, minha mesa, o jardim, um cantinho do quintal. Pisco pra elas e digo: eu sei. Obrigada. 



















  



Gata: - Queria ir lá fora derrubar um vaso.
Cão: - Por que não derruba um aqui dentro mesmo?
G: - Já derrubei.
C: - Verdade.

3 comentários:

Daniela disse...

Hehehe, eu ia perguntar se a gata não bagunçava as flores, mas ela já respondeu.

Rita disse...

Então, ela até tem respeitado as flores. O que ela quebrou tinha uns triguinhos artificiais, sabe? Vamos acompanhar a sapequice. :-)

Lud disse...

Lindas as suas flores! Que elas desabrochem fora e dentro de você ;)

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }