Uma valsa de leveza e poder


Uma banda de músicos de primeira linha liderada pelo pianista Luiz Gustavo Zago. O vozeirão e o charme de Claudia Passos. Uma companhia de dança que aposta no poder da arte para romper limites. E canções do Chico. É o espetáculo Será que é de éter?, estrelado pela companhia de dança Lápis de Seda, de Florianópolis.

Foto daqui.
Eu esperava boa música, obviamente, mais do que novidades coreográficas. Mas fui surpreendida pela interação dos dançarinos com a cantora e com os demais músicos, e vi um espetáculo diferente. Claudia Passos soltou a voz em interpretações à altura da música de Chico, carregadas de lirismo, cantando e deslizando pelo palco. Com ela, dançarinos e cenário se moviam para formar quadros vivos em cada melodia. Foi bonita a festa, pá. Mas não era só isso. Dos dez dançarinos em cena, vários são portadores de necessidades especiais. No folder do espetáculo, a companhia de dança é descrita como um grupo que busca a evidência e a valorização, não a negação ou a ocultação - escolhas muito bem ilustradas no resultado final. Foi muito emocionante ver pessoas que, a um primeiro olhar distraído e domesticado, poderiam ser tomadas como incapazes de compor um grupo coeso e em sintonia numa coreografia com uma hora de duração. Mas ali estavam eles, dançando e exibindo uma relação tão próxima com canções tão lindas. Ali estava a menina calçando a sapatilha de ponta, rodopiando e mostrando que há tantas formas de olhar uma pessoa. Ou, como diz o poeta e como cantou lindamente a Claudia ontem: 

"é na soma do seu olhar que vou me conhecer inteiro, 
se nasci pra enfrentar o mar, ou faroleiro"

Amo tanto, e de tanto amar acho que a arte nos salva. Em tantos níveis que não saberia dizer. À amiga que me convidou para o teatro ontem, obrigada, sua linda. Foi muito bom aplaudir de pé ao seu lado aquelas estrelinhas. Como na letra da Valsinha, que abriu o espetáculo, foi tão bonito que hoje meu dia amanheceu em paz.

***

Não deixem de visitar o site da companhia e conhecer o respeitável currículo da coreógrafa Ana Luiza Ciscato e demais artistas envolvidos no projeto. 




3 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

que bem que existe o Belo.

Unknown disse...

Rita, bom dia!
Só hoje vi o seu post, um depoimento significativo para a história da companhia. Que bom que você gostou.
Gostaria muito de ter o seu contato para o mailing da Lápis de Seda, assim podemos te avisar sobre novas apresentações. Se quiser, peço que entre em contato comigo pelo e-mail neripedroso@gmail.com. Sou assessora de imprensa da companhia. Abs

Rita disse...

Olá, Neri. Obrigada por seu comentário. Vou mandar um email pra vocês. Abç.

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }