De trilhas sonoras confusas e contas erradas


Hoje errei sua idade. Falei que você ia fazer tantos anos, mas eram outros tantos. Depois pensei que a gente nem conta nada. Quando conta, precisa de concentração: quantos anos juntos mesmo? Aí nos lembramos e dizemos algo como "caramba". Eu só reitero: era um sonho bom esse de seguir com você. Então acho que tá certo: em vez de ficar prestando muita atenção na conta, vamos celebrando. Todo dia, uma celebraçãozinha no coração. 

Mas hoje a gente enfatiza. Feliz aniversário, meu amor. Que a gente ainda tenha muitos e muitos anos juntos. Afinal, a discografia dos Beatles é imensa, ainda tem muita música pra você xingar; e aparentemente aquela banda japonesa mequetrefe que você cismou de ouvir nunca mais vai sair do nosso carro, preciso de você pra me ouvir reclamar. 

No mais, te amo sem reservas, um absurdo. Seja feliz, sempre. 



2 comentários:

BethS disse...

e mais um monte de anos de reclamações e suspiros...
sejam felizes vocês, de coração.
beijos!

Renata Lins disse...

Você é demais, Ritinha. Beijos pro Ulisses que te reencontrou depois de tanta teia tecida. <3

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }