O aniversário mais legal das galáxias


Para comemorar os nove anos de idade, Amanda trocou festa por passeio. Quis aproveitar a data para matar a curiosidade que nasceu alguns meses atrás quando alguns amigos visitaram o museu Catavento em São Paulo. A visita agora seria seu presente, e a embalagem dourada com laço de fita seria um final de semana com a amiga que acabou de se mudar para lá. O aniversário era dela, mas no presente coube mais gente. O resultado? Melhor comemoração de aniversário de que se teve notícias nos últimos milênios em todas as galáxias conhecidas e observáveis. 

Enquanto para Amanda a "viagem de aniversário" trazia a chance de reencontrar a amiga que deixou Floripa, para nós trazia junto a chance de rever os pais dela, de quem nos despedimos sob protestos na época da mudança. Eles fazem falta por aqui, mas é claro que foi bom vê-los felizes e cheios de entusiasmo na cidade que escolheram para experimentar pelos próximos tempos. A gente perdoa a desfeita de ir morar longe. Enfim, foi um final de semana de muito aconchego.
 
Com essas crianças na foto, vocês não vão reparar nas nossas caras lambidas e sem maquiagem, néam?
Vejo ninfas: é nóis, mano!


O tal Catavento não decepcionou. Amanda era pinto no lixo, Arthur pegou carona, a amiga curtiu junto, e a irmãzinha da amiga matou todo mundo de fofura - bebês felizes e fofuchos salvam o mundo, vamos combinar?

Pinto no lixo
Pinto no lixo no escuro.
O Arthur sabe que o mundo pode ser uma bolha.
Amanda auxiliando no laboratório de química - a parte mais divertida da visita ao museu.
Quarteto de cientistas - se cuida, deGrasse!
Equipe vencedora da batalha de robôs de lego - aniversariante pé quente.
O Catavento foi tão divertido que voltamos a ele no dia seguinte para sessões (e seções) que não conseguimos ver no sábado. Na tarde de domingo, rumamos para a Paulista. E sei nada da cidade, mas que delícia aquela avenida aberta para ciclistas, pedestres, skatistas, bandas, barulheiros em geral. O dia ensolarado parecia mais um presente.
 
Gatinhos na Paulista.
Em frente ao MASP, ainda reforçamos o grito de Fora, Temer! porque sim. E então entramos. Íamos à caça de Portinari. As crianças seguiram brincando por entre as obras - os adultos se renderam à exposição, não parávamos de ganhar presentes.
 
Imagem linda, foto ruim: Meninos soltando pipas

Mulher e criança

Marias
Mulata de vestido branco - a luz dos mestres no vestido. Arrebatador.

Ulisses e Criança morta. Nenhum silêncio dá conta.
 
Retirantes. Há tanto nesse quadro. Impossível não me lembrar das longas reportagens sobre a fome nos anos 80. O quadro é de 1944. A tristeza do mundo é longa.


Crianças brincando em frente ao Crianças brincando.

O lavrador de café.

Cabeça de mulato.

(Detalhe menor: gostei muito da disposição dos quadros, todos em um único salão do museu. É confortável, amigável, fácil de ver. A exposição está aberta até meados de novembro. Detalhe menor ainda: só tiro fotos tortas.) 

***

Em meio a tanta beleza e tanto carinho, minha amiga e eu celebramos a amizade e a sorte, juntamos nossos desejos de alegria, choramingamos nossas desesperanças - nós que nos entendemos tanto. Acima de tudo, festejamos aquilo que nos uniu, a amizade de nossos filhos. Amanda na verdade nos deu de presente esses amigos quando se aproximou da sua amiga na escola. O mínimo que a gente pode fazer pra retribuir é se reunir sempre que der. Pra tomar vinho, cerveja ou café. Pra falar da vida e planejar viagens absurdas. Pra resolver todos os problemas políticos do país. Pra brindar ao fato de que a gente nunca sabe, mas que a caminhada pra tentar aprender faz tudo valer a pena. Obrigada, seus lindos.


A casa deles é assim: um presente cheio de beleza, com promessas de um futuro também cheinho delas. :-)

***

Feliz aniversário, Amanda (de novo)! E obrigada por ter nos proporcionado um final de semana inesquecível. Mais um. ;-) Te amamos, gatinha.

2 comentários:

Marissa Rangel-Biddle disse...

Parabens para a Amanda! Vim aqui mais cedo, porem o negocio deu tilt e nao pude postar. Amanda, que ideia otima para comemorar o aniversario!

Alice disse...

Lindo relato! Saudade de São Paulo! Parabéns Amanda!

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }