Em estado de férias


Voltar de uma viagem de férias e ainda ter uns dias de folga antes de retomar o trabalho é um pedaço do céu. Ter tempo para desarrumar as malas sem alvoroço, recuperar o corpo do voo noturno (até durmo bem em aviões, mas dessa vez não deu), curtir a casa. Com as crianças de férias e o Natal batendo na porta, esses dias em casa têm tido um saborzinho bem bom. 

Passamos pouco mais de uma semana no Nordeste, mergulhados no verão de verdade - o de Florianópolis tem tido cara de outono esta semana, com dias frios de vento forte anunciando chuva. Fico feliz por termos aproveitado bem nossos dias de praia em João Pessoa. Aliás, quase tudo em nossa viagem foi impecável, não sei como vou me recuperar de tanto paparico. Fomos recebidos com muito carinho, os mimos não paravam de nos cercar. Todo desejo gastronômico era prontamente atendido, comemos como reis. Matei saudades da minha canjica - e nem era junho; as crianças tiveram o suco, o sorvete e o feijão que preferem; Ulisses piscava e o copo de cerveja surgia em sua mão, o queijo de coalho assado aparecia do nada em seu prato, o peixe que só o pai dele sabe preparar nos esperava na volta da praia... E nem vou falar das mangas. As mangas do Nordeste (vou falar) são, anotem, as mais doces, mais carnudas, mais mangas que todas as mangas do universo. E eu, amigos, me esbaldei.

Mas eu disse que quase tudo foi impecável. Porque faltou tempo. Conheço gente querida demais por aquelas bandas, visitar João Pessoa e Campina Grande com pouco tempo é realmente um pecado. Volto pra casa sentindo mais saudades de gente que não consegui ver. :-(

***

Vou à minha cidade e visito túmulos. A mesma vida de dias azuis e mar de águas mornas é a da saudade e das conversas que nunca terei.

***

As crianças ganharam instrumentos musicais de presentes da tia: uma guitarra para  a Amanda, um violão para o Arthur. Não sei se vão tocar tanto quando aprenderem quanto têm tocado agora que acabaram de ganhar. O fato é que já temos algumas composições inéditas - hohoho - e acho que de estilo eles estão indo muito bem. ;-)

***  

Meu sobrinho é lindo e muito, muito querido.

***

Voltar das férias de dezembro de 2014 sonhando com as férias de janeiro de 2015, trabalhamos. Estou em estado de graça, mas disso falo em breve. Antes, quero que saibam que mando daqui todos os bons pensamentos de um Natal cheio de risadas, amigos e boas comidinhas. Com a ajuda da Amanda, já providenciei as sobremesas de amanhã. Nham! Boas festas, pra quem é de festas; bom descanso pra quem quer se recolher. Do jeito que for, que seja bom. Feliz Natal!



1 comentários:

Sílvia disse...

Boas festas Rita!

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }