Dos posts invisíveis


Vocês não sabem, mas ainda escrevo neste blog todos os dias. A dinâmica das redes sociais me afastou das postagens diárias e há muita conversa barulhenta nos compartilhamentos e curtidas, mas continuo escrevendo aqui. Apenas não publico, sequer digito os posts. Escrevo em minha cabeça pequenos textos diários como na época em que era aqui, nesta sala, que as conversas se desenrolavam. Um blog pequeno como o meu costuma manter seus ares de sala de visitas e de vez em quando eu até servia café, lembram? Um bolinho, um comentário sobre aquele filme. Pois não se enganem. Se hoje é no Twitter que mais falo do filme ou se a discussão acalorada sobre repimbocas e parafusetas pega mesmo é no Feissy, continuo vindo aqui. Abro a porta em silêncio, divago sobre aquele momento em que Amanda me abraçou apertadinho, deixo cair das mãos uma ou duas linhas sobre o pôr do sol que vi enquanto pedalava na Avenida Beira Mar. Faço posts que nunca serão, todos os dias. Este blog tem uma camada mais sutil, que se desmancha na pedalada seguinte. Cada sopro do vento em meu cabelo dissolve uma frase que quase se escreveu. Mesmo assim, passo o café e pego o pote de biscoitos. A mesa continua posta.

***

Entrevista que dei à TV Itararé, afiliada da TV Cultura, em março deste ano, no lançamento de Contos do Poente em Campina Grande. O pessoal do programa Diversidade fez uma edição bacana, pena que a entrevistada é meio estabanada e fala obviedades em vez de coisas interessantes. :-) Mas gostei de ver nosso livrinho tratado com carinho.


***

A edição da Revista Plural que sai esta semana traz um conto inédito meu, Sonata. Os exemplares podem ser comprados pelo email scenariumplural@globo.com. Deixo um beijo de agradecimento à Lunna Guedes pelo convite. :-)

***

Lá no Facebook estamos brincando de comemorar um ano do lançamento de Contos do Poente. Leitores e amigos escrevem qual seu conto ou ilustração favorito(a), publicam fotos com o livro ou nos mostram o lugarzinho que ele ocupa na estante de cada um. Eu pitaco: Palavras, da Luciana, é o conto que eu quis que abrisse o livro. É meu favorito pela maneira irresistível com que Luciana coloca o leitor dentro da cabeça da protagonista. 

(As vendas seguem pela internet, contosdopoente@gmail.com, e tem promoção de aniversário até 31/12: R$30,00. \o/ O livro segue à venda também nas livrarias indicadas aí na lateral do blog.)

***

As férias me acenam da esquina. Não sei se vocês concordam, mas 2014 merecia férias em dobro. Alguém? Vamos fazer uma petição?


5 comentários:

Juliana disse...

Tô sem tempo de nada nesse final de ano letivo. Tô escrevendo posts feito os seus. Mas vou mandar foto do lugar que seu livro ocupa aqui em casa. Meus livros todos ainda estão em Nova Iguaçu;só alguns vieram, dentre eles o Contos.

K disse...

Eu estou sempre por aqui mesmo sem comentar. Obrigada pelo café e pelo biscoito!

Angela disse...

Feliz Aniversario para os Contos. Deliciosos e preciosos. Merecem muitas homenajens!!!
~
Engracado nossa amizade as vezes tao silenciosa (o mesmo sobre a Ju) e tantas tantas tantas coisas acontecendo em comum, pequenas e maiores.

Outro dia dei uma rapida olhadela no facebook durante uma espera de aeroporto e fiquei pasma com a precisao da coincidencia sobre os filmes que assistiu por ai (de volta para o futuro). Hoje novamente a surpresa sobre os contos que escreve todos os dias. Sabe aquele guest post que voce as vezes me pediu? Escrevi cerca de cinco do mesmo modo. O ultimo, ha menos de um mes atras.

Muitas saudades e nao vejo a hora de reve-los mesmo que seja so por poucos instantes. Beijos mil.

Luciana Nepomuceno disse...

Eu leio os posts invisíveis. E comento, os visíveis e os invisíveis, com essa tinta da amizade, do encontro, da surpresa, do encanto... mas é tinta sutil, nem sempre deixa a marca nas interfaces da rede. paciência.

estou ali, nos feissys,nas listas, mas gosto de vir aqui. Gosto do seu café cheiroso e da toalha de mesa colorida. Peço e anoto as receitas de bolos fofinhos que nunca farei.

(e que delícia ter um livro com você, às vezes ainda me belisco)

Fabiana disse...

Sua voz é linda, Rita! : )

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }