O outdoor troll


Há semanas vi no site da cia de dança Deborah Colker que seu novo espetáculo, Belle, estará em cartaz em Floripa neste mês. Como o teatro onde o grupo irá se apresentar fica próximo ao meu trabalho, passei a vigiar o outdoor que anuncia as atrações que se aproximam para comprar os ingressos assim que as vendas começassem. Sem qualquer sinal, passei a estranhar, já que faltam menos de duas semanas para a data anunciada no site. Resolvi ligar para o teatro, mas a pessoa que me atendeu na semana passada não sabia sequer do que eu estava falando. No site do teatro, nada. Hoje torci o pescoço e olhei atrás do outdoor, tchan ans. Lá está. Liguei novamente e descobri que a bilheteria fecha às 19h. Perfeito. Saí do trabalho por vola das 18h15. Cheguei lá toda feliz para escolher um lugar bem bom. Não vai dar, os lugares bem bons já estão todos vendidos. Tuudo bem, vou comprar esses, ó, moço, esses aqui mais em cima. Pode ser visa ou master? Não, só dinheiro. Cheque? Só dinheiro. Sorrisos? Só dinheiro. Saí de lá sem ingresso, sem sorrisos, me sentido burra por não ter sequer perguntado por telefone quanto custariam os ingressos e sem ter sacado dinheiro antes. Com o trânsito de final de dia, não tive tempo de ir ao caixa eletrônico, dar uma volta considerável e engarrafada para voltar à bilheteria do teatro. Vou tentar amanhã, no início da tarde, torcendo que pelo menos dois dos poucos lugares que vi disponíveis na tela da bilheteria ainda estejam lá esperando por mim. 

A pergunta que não quer calar: como todo esse povo descobriu e correu e comprou os ingressos? Os ingressos para as duas noites de espetáculo em Floripa já estão praticamente esgotados. Todo mundo viu o outro lado do outdoor, menos eu? Não me conformo. Quer dizer, vou me conformar se conseguir comprar os ingressos amanhã. Oremos. (Sei que estou divulgando, correndo o risco de diminuir minhas chances de conseguir os ingressos, mas já vi quatro ou cinco espetáculos da companhia, é sempre um encanto. Como não divulgar? - Dias 16 e 17/07, no CIC. Corram, mas cheguem depois de mim.) 

0 comentários:

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }