Numa noite igual a esta


Minha noite não tem fogueira, nem forró ou canjica. Não há cheiro de fumaça no bairro, não ouvi Gonzagão, não arrastei o pé. Os amigos vieram ver o jogo, trouxeram bolo e papo, gritamos gol, as crianças fizeram criancices, nem fiquei melancólica. Houve uma vez um São João, barraquinhas e muvuca, não agora. Amanhã não é feriado no sul do país, vou trabalhar sem ressaca ou pés doloridos porque não vou passar a noite dançando. Mas lá num cantinho do espelho vejo as tranças, o vestido, o arraial. E o sorriso vem com as voltas dos dançarinos de quadrilha e mais ainda com as voltas que o mundo dá. Não há de ser nada. Vou olhar pro céu, meu amor, mesmo assim. E daqui vou sorrir por saber quão linda a festa deve estar.

Feliz São João, meu Nordeste querido. 

2 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

Tão bom vir aqui e encontrar seu olhar tão mais acolhedor. Tão bom vir aqui e lembrar o gostoso que é se entregar às voltas e não resistir a elas. Tão bom vir aqui.

simplesmentefluir disse...

Bom demais vir aqui e poder sentir o coração aquecidinho com as sua palavras. Muito bom mesmo!Bjo

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }