Na janela


Acho graça da influência que os gibis têm na linguagem da minha filha de 6 anos. Vira e mexe suas brincadeiras são verbalizadas com palavras e onomatopeias típicas das histórias em quadrinhos. Quando se junta ao irmão em alguma batalha contra zumbis, por exemplo, ouço com frequência:

- Sai já daqui, seu zumbi1 Soc, pof, paft!!

Dali a pouco ela me sai com:

- Ronc! Minha barriga tá roncando. 

Mas só hoje vi essa influência tomar ares de fofice da boa. Vendo a gradinha de metal em cima da mesa, ela perguntou:

- Mãe, pra que essa gradinha?
- Ah, é só pra eu apoiar o bolo quando tirar do forno, pra ele esfriar mair rápido.

E os gibis ganharam voz:

- Você não bota o bolo na janela?

:-) Achei fofo. Ela certamente estava pensando na mãe da Magali, mas eu me lembrei mesmo das tortas da Vovó Donalda (ainda existem?). 


2 comentários:

Daniela disse...

Amanda fofíssima! Toda vez que eu faço bolo, lembro do Bolinha gritando perto do forno e fazendo o bolo murchar (nem sei se isso acontece mesmo). Mas eu lembro das tortas da vovó Donalda, nham, nham, pareciam muito boas!

Angela disse...

Ihih que bonitinho. Lembro das tortas da Vovo Donalda tambem TODAS as vezes que vejo uma torta.

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }