Miúdos de inverno-verão


No sábado de inverno com termômetros marcando em média 25 graus, Floripa teve engarrafamentos de verão, cerveja gelada de verão, roupas de verão e futebol com pé no chão. Os amigos aniversariantes do sábado de inverno-verão fizeram feijoada. Na feijoada de inverno-verão dos aniversariantes havia panelas do tamanho de banheiras, bolos que fingiam ser panelas, coisas esquisitas e deliciosas no feijão, couve, laranjinha e vinagrete com a pimenta que ninguém me avisou que estava lá e que descobri sozinha, obrigada.

Bolo de aniversário fofo e gostoso, à altura da feijoada de verdade que o antecedeu. 

Como era inverno-verão, teve chorinho, samba e cavaquinho. E árvores.



Arthur em trajes de inverno.

Eu não precisaria ter comprado metade dos brinquedos que andei comprando para os filhos nos últimos anos, bastava ter providenciado uma árvore grandona para o quintal. Durante praticamente toda a tarde da feijoada dos aniversariantes do sábado de inverno-verão, meus filhos estavam aí, em cima da árvore.

***

Hoje levei os meus saguis para o Festival de Cinema Infantil de Florianópolis. Vimos um filme da Estônia, uma animação chamada Lotte e o segredo da pedra da lua. O teatro onde a mostra acontece estava bem cheio e não faltavam atrações para entreter os pequenos antes da sessão. Vídeos, livros e música esperavam por eles no saguão de entrada, além de um mímico fazendo graça. Paguei seis reais por três ingressos, o meu e os deles, e cada ingresso nos deu direito a um saquinho de pipoca e um cupom para participar dos sorteios de livros e bonecos antes e depois da sessão. Já dentro da sala de exibição, o mímico fez um pequeno número de pantomima antes do início do filme. Ao final, o diretor estoniano subiu ao palco e, com ajuda de uma intérprete, respondeu às perguntas das crianças. Tipo:

- Por que você criou os coelhos da lua com três orelhas? [pergunta uma menina com uns 6 anos]
A resposta do diretor:
- Por que não? Eu realmente acredito que eles moram na lua e têm três orelhas. 

A mostra de cinema infantil segue por mais uma semana, com sessões diárias gratuitas (escolas podem agendar e levar as turmas), workshop de teatro para crianças (sábado), sessão de curtas nacionais e internacionais, e por aí vai. Tá tudo no site do festival, espiem lá.

***

"Passava os dias ali, quieto, no meio das coisas miúdas. E me encantei." (Manoel de Barros, poeta homenageado na mostra de cinema infantil.) 

2 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

Eu queria comentar algo do post mas estou só salivando pensando na feijoada #MeJulguem

Anônimo disse...

Hum!!!Melhor que a feijoada, só a lembrança gostosa de quando eu também vivia subindo nas árvores da minha infância...saudades!!!Abraços!

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }