Prioridades


A biblioteca da minha escola era linda. Antigona, com ares de lugar sagrado. Tinha mesas imensas com um silêncio quase absoluto pairando sobre elas. Apenas o farfalhar de alguma página sendo virada ou um espirro intrometido faziam-se ouvir de vez em quando. Não conversávamos; no máximo, cochichávamos beeem baixinho. A bibliotecária era uma freira alemã já de certa idade, com sorriso fácil e uma carinha de silêncio. Andava devagar entre as estantes e sussurrava coisas que eu não entendia muito bem. Sei que um dia, sem falar muito, ela nos deu chocolates alemães maravilhosos. Eu entendi essa parte. 

A biblioteca da minha escola era um templo.

Eu entrava no templo, olhava para cima para ver o teto, as estantes; observava as grandes mesas de estudo; sorria para a freira; respirava feliz me achando muito sortuda. Aí ia até minha estante preferida e pegava um livro da coleção Sabrina. ;-)

Livros fast food, quem nunca? O burburinho em torno do novo livro do Dan Brown já chegou aos meus ouvidos e certamente vou ler com vontade. Mesmo depois da canseira que foi Símbolo Perdido, Brown vai ser sempre o cara que nos deu o Código da Vinci (digam o que quiserem, achei divertidíssimo), então a gente insiste e lê outro, certo? Florença? Divina Comédia? Tamos aí. Tomara que ele tenha usado bem a fórmula "homem culto e bem vestido + moça sabida e viajada = fugas mirabolantes em meio a mistérios incríveis e antigos". Vou reviver minhas visitas ao templo sagrado das Sabrinas, entrar numa livraria cheia de clássicos e livrões que não li e pegar meu Dan Brown. Quem nunca?

***

Enquanto isso, na sala de justiça, sigo lendo o quarto volume das Crônicas de Gelo e Fogo. Realmente, o ritmo da narrativa não se equipara à do terceiro volume. No entanto, como eu já havia sido alertada sobre essa disparidade, não criei grandes expectativas e, honestamente, não estou achando ruim. Mais lento, menos emocionante, banho-maria. Ruim, não. A terceira temporada da série, por sua vez, está eletrizante. Em tempo: odeio cenas de tortura e dispensaria todas as sequências em que elas aparecem. Fora isso, só alegria e boas expectativas.


3 comentários:

Juliana disse...

tô com preguiça do gelo e do fogo. é enooooorme, mas tudo bem. o problema é aquela letrinha minúscula.


ai, eu achei Código da vinci chatérrimo e nem sou A leitora dos clássicos.

Sabrina formando toda uma geração de leitoras. eu ia no sebo trocar o meus sabrinas, julias etc.

Deh disse...

O livro 5 fica bem bom, acaba e a gente faz beicinho. :) mas hoje chegou meu Grande Gatsby bilingue, vou me dividir entre ele e o Darnton que ganhei de aniver.

Adoro lembranças de bibliotecas. Preciso f azer as minhas, poucas.

:*****

Luciana Nepomuceno disse...

Eu amo bibliotecas. A da minha escola certamente ajudou a formar o que quer que seja que chamo caráter ;-)

Eu sou uma das poucas pessoas que gostou do volume 4. É que eu me apego...

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }