Lost (and finally found)


Houve um dia na África do Sul em que a gente resolveu entrar aqui:


Primeiro, a gente foi por aqui:




Aí a gente entrou, com muito otimismo.


Depois a gente se perdeu.



E procurou passagens secretas.



E deu com a cara na parede.


Mas a gente insistiu.


Pensou.



E chegou ao final, onde fica um bar que serve cerveja assim, em mostruários para você provar e escolher a sua. Eu, que não gosto de cerveja, achei um desperdício. Vinho seria melhor, ou quem sabe suco de frutas. Bem sei que sou uma voz sozinha na multidão, então fica a dica. Nada de pote de ouro no final do arco-íris; na África do Sul tem cerveja no final do labirinto.



(Fui em outro labirinto uma vez com as crianças; e em outro, com uma amiga, há muito tempo. É sempre a mesma coisa: vou rodando e morrendo de rir. Não sei o que acontece, sempre sou acometida por uma crise de risos. Acho que vou erguer um no quintal, para os dias mais cinzentos, já que os labirintos internos nem sempre surtem o mesmo efeito.)

3 comentários:

Paulo Marreca disse...

Legal! Também não gostei das opções no final. Não tinha nenhum chocolate especial?

Angela disse...

Uau tudo lindo. E essas criancas entao...

Diana Ramos disse...

Nossa... Achei seu blog por outro blog e comecei a ler... Impressionante! Seus textos me arrepiaram a cada palavra... Adorei sua forma de escrever! Parabéns pela delicadeza! Acompanharei sempre!

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }