Sem leite, por favor


Seis meses depois da primeira consulta com uma nutricionista funcional, passado o inverno, acho que posso dizer que cortei definitivamente o leite de minha dieta. Não mais a ingestão de leite com café, como eu fazia uma ou duas vezes ao dia, não mais queijos e farinha láctea (eu era dessas). Ainda consumo pães, bolos, iogurtes e requeijão, ou qualquer outra coisa que leve leite no preparo, mas dificilmente voltarei a tomar leite como fazia até abril passado. Este foi o primeiro de muitos invernos que passei sem sinusites, faringites ou laringites e com ingestão zero de antibióticos. Até tive uns dois resfriados entre julho e setembro, um deles bem chato, mas nenhum se converteu em infecção das vias respiratórias. Tenho motivos de sobra para comemorar o resultado das pequenas alterações que fiz em meus hábitos alimentares, sugeridas pela nutricionista que riscou a margarina da minha vida. Meu apetite anda ótimo, sinto-me bem disposta e é isso aí. Meu nome do meio é aveia e meu sobrenome é pão integral.

É engraçado como foi só tocar nesse assunto aqui, após a consulta feita em abril, para eu ficar sabendo que trocentas pessoas que conheço (pessoal ou virtualmente) têm algum histórico de intolerância à lactose. Como fui criada em uma casa onde podia faltar água, mas nunca leite, ainda acho isso muito curioso. O leite está muito presente em nossos hábitos alimentares e muita gente (como eu, durante muito tempo) o considera vital na alimentação. A nutrição funcional, por outro lado, enfatiza que nosso intestino sofre para quebrar a lactose, tadinho. 

Não sou nutricionista e estou apenas fazendo eco às orientações que recebi (cada um, cada um - e é preciso ficar de olho na ingestão de cálcio, então não é só cortar o leite e ir dormir, hein, gente). Por enquanto, sigo toda satisfeita sem o copo de leite de cada dia. Ganhei algum peso, o que para mim é sempre um evento, visto que meu metabolismo é algo fora desse mundo. Considerando o alto valor calórico do leite integral que eu costumava consumir, acredito mesmo que meu intestino está permitindo um melhor aproveitamento dos alimentos ingeridos. E mesmo que eu não ganhe nem meio quilo a mais, invernos sem sinusites de repetição não têm preço. Leite? Não, obrigada. 


0 comentários:

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }