Pearl Jam


Aquele momento em que você pega o violão e toca uma música que não conheço. E a canção é linda e simples. E sua voz é aquela voz. Mas eu estou me arrumando e o filho chamou e a música é esquecida dois minutos depois. Só mais tarde, no baile, enquanto dançamos outra canção, muito antiga como nossa história, você me fala de que gosta tanto quanto no início, mas que agora é melhor. E então falo das coisas que ainda amo como antes, como quando você pega o violão e toca - e que música era aquela, afinal? E você então me diz que era Pearl Jam. E enquanto giramos devagar, nem aí para o ritmo certo porque estamos dançando nossa história, vejo seus olhos brilhando e me contando do que gosta na letra. E está tudo ali, tudo ao que me apeguei e me agarrei há tanto tempo. Está ali, comigo, minha felicidade bailando e acho mesmo que você deveria tirar sua guitarra do armário. É que, você se lembra, outro dia li que o tempo, meu amor, é o tecido de nossas vidas. E você achou tão bonito. 

Don't it make you smile?
Don't it make me smile? yeah
When the sun don't shine, it don't shine at all, yeah
Don't it make me smile?



3 comentários:

Jaquee Ribeiro disse...

Com essa nova onda de blogs virando livros, ando esperando o momento d'A Estrada Anil. (: É engraçado como a tecnologia pode fazer o caminho inverso e ainda assim atingir a todos.

Rita disse...

Óin, Jaque, sua linda. :-) Thanks.

Bj.

Anônimo disse...

A Estrada Anil pode virar vários livros, filmes,... e um deles com certeza será a linda história de amor: Rita e Odisseus! E do jeito que eu adoro, com final feliz!!
Beijo,
Ju

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }