Dos quadros que se formam


Diálogo no filme O Caçador de Pipas:

- Você precisa dar um jeito nesse menino.
Pausa. O interlocutor responde:
- Uma criança não é um desenho que a gente pinta com as cores que quer.

Quero pensar na beleza que há nisso.

2 comentários:

Rogério disse...

Ontem à noite, na saída da aula de futebol, eu precisava comprar alguns medicamentos e alteramos - Lucas e eu - o caminho para casa. Na drogaria, quando achei que já estava tudo resolvido, eis que chega o carinha com um desodorante debaixo do braço, e me disse que precisava repor porque o dele estava no fim. Mesma marca e fragância que eu uso, coisas do acaso. Lucas tem nove anos, e resolveu que precisava usar desodorante.
Eu não o pintei, mas ele é um retrato meu, quase fiel, principalmente nos defeitos: desorganizado, irreverente, crítico, mortalmente franco.
Não me lembro desse diálogo no livro, mas sei que a resposta é perfeita.

Rita disse...

Rogério, também não me lembro do diálogo no livro. Vi o filme essa semana, numa madrugada qualquer. E achei redondinho.

Abraço!

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }