Memórias de um sábado barulhento


Ontem levamos as crianças para jogar "futebol". Num primeiro momento, apenas os papais se misturaram ao fuzuê. Nós, mamães, disfarçamos por alguns minutos, fingimos interesse em outras conversas, mas logo entramos no jogo também. Revelamos talentos, fizemos gol e chutamos o ar como ninguém. Descobri meu jeito todo especial de perder gols imperdíveis e me diverti demais. Da série nunca diga desta água não beberei: jogar pelada  no fim de semana é um troço bom.

***

Depois do futebol, almoço em bando e minha casa invadida por crianças a tarde inteira. À certa altura, Ulisses falou que estava gostando bem da ideia de ter mais crianças ali na mesa, na hora do lanche, aquela barulheira incrível. Falei que com cinco ou seis filhos eu nem me importaria mais com nomes, todos receberiam um número e só: 1 já comeu, 2 e 3 querem suco, 4 e 5 não estão com fome. Eu não teria mais neurônios para gravar nomes. Meu pai teve dez irmãos. Acho que é conversa fiada, ninguém sobreviveria, né. Deve ser papo. :-)

***

Brincamos de Stop!. Recentemente ressuscitamos a brincadeira que tantas vezes salvava tardes de tédio em minha infância. Eu estava só esperando a Amandinha aprender a escrever para poder brincar junto. Categorias escolhidas, dedos para definir a letra da rodada e todo mundo se esforçando para lembrar nomes de frutas com a letra N, animal com V, filme com S. Quem nunca?

***

Hoje sou uma pessoa com dor nas pernas. E agora Arthur e eu curtimos o Net Geo Wild assim: "oba, Carcaju, outro animal com C!". Minha vida. 


5 comentários:

Dária disse...

"Stop"? Eu conheço isso como "adedonha" ;)

Silvia disse...

Já brinquei tantas vezes com o meu filho ao stop quando ele era pequeno :)
Vida boa Rita! são coisas que nunca vamos esquecer!
Hoje a minha vidinha vai ser dura :)))tenho que tirar os móveis do quarto do meu filho para amanhã virem colocar novo chão e depois eu e o marido vamos pintar tecto e paredes e arrumar tudo no lugar! faz parte... No dia 30 começa as festas das vindimas aqui em Palmela- Portugal.Quero ter a casa limpa e arrumada para receber a família e amigos! Rita quando vier um dia a Portugal adorava mostrar-lhe a minha região:)) beijinhos

Rita disse...

Dária, deve ser a mesma coisa, né? Muitas vezes eu dizia simplesmente "vamos brincar de nome, cidade, animal?". :-)

Silvia, adoraria visitar Portugal! Tenho uma amiga muito querida que está de malas prontas para o doutorado em Lisboa e torço que eu tenha a chance de encontrá-la por lá nos próximos anos. Quem sabe a gente não se encontra também? Quanto ao quarto de seu filho, espero que vocês curtam o processo todo de reforma. Depois de pronto terá o gostinho insubstituível de "fui eu que fiz pra você!". Um beijo!
Rita

Silvia disse...

Rita, um dia se pensar em vir cá por favor me diga!! adorava poder encontrá-la e mostrar a minha região que é linda! Beijinhos

Nina disse...

Imagino que delícia deve estar sendo o fim de semana com os pimpolhos. Tenho lembranças de quando era criança e passava as tardes de sábado com os primos na casa de minha avó. Eram muitos primos e muitas brincadeiras intermináveis. Ser criança (não importa a idade) é realmente maravilhoso.
Abraços.

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }