Intouchables


Fui uma das últimas pessoas a saber que a Mostra Varilux de Cinema Francês estava rolando também aqui em Floripa, não tinha lido sobre os filmes, não sabia em que salas estavam sendo exibidos. Vi várias pessoas conhecidas mencionando Intouchables no twitter e no Facebook como sendo um dos favoritos dentre os que elas tinham visto e só. Ontem no trabalho um colega me passou um panfleto da Mostra, vi que já era o último dia e que Intouchables seria exibido na última sessão do festival em uma sala de cinema perto de minha casa. 

Marido aceitou o convite e comentou que seríamos os únicos na sala do pequeno "cinema" (um auditório, na verdade) que costuma exibir filmes fora do circuito comercial (descobrimos isso ontem, nem conhecíamos a tal sala). Assim que chegamos vimos que ele estava equivocado. Estacionamento disputado, fila na entrada, sala lotada. Ficamos alguns minutos na "lista de espera" e só entramos porque concordamos pagar meia-entrada para ver o filme sentados no chão. Que bom que entramos. (Quem não viu certamente terá a chance de fazê-lo em breve, ouvi comentários de que o filme entrará em cartaz fora do festival nas próximas semanas.)

Intouchables fala basicamente de amizade. Conta a história verídica de dois amigos vindos de backgrounds completamente distintos que se conheceram em uma entrevista de emprego. Suas vidas se cruzam quando um está em busca da negativa que lhe garantiria acesso ao seguro desemprego, enquanto o outro procura um assistente bem qualificado. Durante a entrevista, a exigência por qualificação muda de patamar e o desempregado muda de planos. O que segue é aprendizado, risadas e algumas lagriminhas. Há elementos na trama que poderiam facilmente levar o filme às raias do drama-superdrama, mas Intouchables passa bem longe disso e acho que vale uma espiada. Se sentada no chão nem vi o tempo passar, imagine você, confortavelmente instalado/a? ;-)

Update reflexivo: Intouchables tem estereótipos e piadinhas infames, mas não chegam a comprometer o filme, ou pelo menos não em um primeiro momento (estou aqui pensando no filme, como vocês podem ver).

3 comentários:

Michas disse...

Olá Rita,

Muito interessante essa dica de filme; fiquei curiosa, será que estará em cartaz aqui em São Paulo?

Também quero dizer que tenho acompanhado o seu blog - nunca comentei - e adoro os seus textos e a forma como escreve. Parabéns :D

Beijos,

Michas

http://michasborges.blogspot.com

Amanda disse...

Posso confessar que esse filme foi uma grande decepção pra mim? Nossa, achei bobo demais da conta! Várias piadinhas batidas, vários chichês tolinhos, quase abandonei o filme pela metade! :/
Beijo!

Anônimo disse...

Vou checar quando será exibido aqui em Aracaju, quero assistir.
Beijao,
Ju

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }