Dreaming in the rain



Eu gostava de olhar a chuva bem de perto, da soleira da porta, sentindo os pingos que sobravam e salpicavam meus pés. A chuva tinha o poder de me transportar para outros lugares; bastava chover para minha imaginação se desgarrar sem qualquer controle e eu me ver em outro corpo, outra vida, outro mundo, longe. Minha infância era melhor em dias de chuva. O barulhão das águas fortes sobre o telhado da minha casa alta me deixava em tal estado de graça que hoje acho espantoso que eu conseguisse me conter. Quem me visse na sala, concentrada em ouvir uma tempestade, não podia imaginar a bagunça da minha cabeça naqueles momentos. Sou de chuva. Gosto do som, do cheiro, das folhas de palmeira balançando, da calha transformada em cachoeira. Não é só o adormecer embalada pelas gotas na vidraça, eu gosto da ideia da chuva. Gosto de cenas com chuva, histórias com chuva, poemas que falam de chuva.

Ainda observo a chuva pela janela, ainda ouço sua música, ouço as pequenas correntezas em torno da casa. Ainda adormeço mais tranquila quando a água lava o mundo e sinto a mão dele perto da minha. Ainda me lembro da porta lateral da casa da minha infância, da minha sandália de plástico laranja toda respingada e da leve tristeza que se anunciava quando tudo enfim se aquietava. Há quem diga que ser feliz é gostar de sol, que chuva longa anuncia melancolias perigosas e deprime as almas. Há quem diga que nuvens carregadas são sinal de mau presságio. Discordo quieta, segurando firme a mão da menina que fui. 


4 comentários:

Silvia disse...

Lindo Rita!! beijinhos

Clara Lopez disse...

Também sou de chuva, ritinha, e sou de trovão, de raios, amo a quietude das águas e o estrondo dos raios e trovões. Mas não ponha vento na minha vida nem na minha estrada - tenho muito, muito medo, fico igual a cachorrinho banido. :)
um beijo, ler você é um bálsamo,
clara

Vivien Morgato : disse...

Se o texto transborda de beleza, a última frase me deixou sem chão.

Anônimo disse...

Que linguagem mais linda e poética sobre a chuva! Agora a minha ligação com a chuva de forma... Gosto muito da chuva, e, no meu caso com certeza é pelo fato de ser sertaneja, sertão da Paraíba. Cresci num ambiente onde a chuva é esperada, comemorada, é celebrada. Onde dias bonitos são aqueles carregados de nuvens. Gosto muito do sol, mas meu coração é sertanejo, por isso AMO A CHUVA! Banho de chuva, que coisa maravilhosa!!
Beijos,
Ju

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }