Da rosa pro favo


Infância é mesmo um troço mágico. Em que outra fase da vida andamos por aí vestidas de abelha? Esse tem sido o traje de minha filha de quatro anos há cerca de duas semanas. Desde que comprei a fantasia ela só não é abelha enquanto dorme, toma banho ou vai à escola. Aliás, hoje foi ao último dia de aula com a fantasia, toda feliz. Anda cheia de amores pelas abelhas por causa do projeto de sua turma de Ensino Infantil. Sabe tudo sobre a dinâmica das colmeias, diz que é operária e não rainha, descreve o que faz um apicultor e agora anda por aí vestida de abelha. Entoa a canção que conheci na voz de Moraes Moreira em minha infância e essa semana cogitou dormir com a fantasia (mudou de ideia com medo de rasgá-la durante o sono). 

O que você tá fazendo, abelhinha?

Pose, mamãe.

Amanda adoça nossa vida desde que  nasceu, mas é temperamental e pimenta e não gosta que mexam com ela quando está brava. Acho que a fantasia lhe cai muito bem.


 

2 comentários:

Alek disse...

Linda sua filha, Rita... tinha visto foto dela ainda bebê... muito fofa! Realmente a infância é ímpar. Mariana tem uma coleçao de fantasias de princesas, e uma de joaninha q ela ama... volta e meia sai pr aí fantasiada também! bjos!

Tina Lopes disse...

Me lembrou a Lola, do desenho, vestida de jacaré. Que amor. <3

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }