Foco


Não é legal quando a gente conversa com um filho e vê que ele conseguiu entender com precisão a mensagem que gostaríamos de passar? É uma sensação muito gratificante despender algum tempo para aquele papo mais sério e no meio da conversa perceber que eles estão captando ensinamentos importantes no dia a dia. Vejam esse diálogo que tive outro dia com meu filho de 6 anos, por exemplo, e observem como ele chegou ao cerne da questão:

Eu - ...então a gente não precisa fazer alguma coisa só porque um amigo fez. Às vezes o amigo erra também, faz algo que não é legal. Se você perceber, pode até ajudá-lo e fazer certo ao invés de simplesmente copiar o erro. 
Ele - Eu sei, mãe.
Eu - Bla bla bla bla ....
Ele - Hum-hum.
Eu - Bla bla bla ... afinal não é porque Fulano ou Sicrano faz alguma coisa que a gente precisa fazer também, ora. Né não?
Ele - [Com ar pensativo] É...
Eu - Às vezes o tal Sicrano vai até nos agradecer por a gente ter sido legal e mostrado a coisa certa e...
Ele - [Muito compenetrado] Mãe?
Eu - Diga.
Ele - Quem é Sicrano?

Aí chamei pra almoçar porque, né, o papo já tinha dado o que tinha de dar.

6 comentários:

Paulo Marreca disse...

Rindo muito. Nunca tive problemas com fulano, beltrano e sicrano, mas demorei anos pra me dar conta de que o Doberrô não era o nome do gato francês da Dona Chica!!rsrs

Anônimo disse...

Risos... Mas com certeza o ensinamento foi captado.
Engraçado que acabei de colocar Raquel para dormir, e, pra variar, antes da vida continuar, a passadinha na estrada anil, e hoje foi dia da história da imaginação, pois aproveitei para passar uma liçãozinha de algo que ela tinha feito errado ontem (geralmente faço no dia, mas ontem não deu). Ao término da história, onde o nome da menina era Tetéia, Raquel falou "mamãe, desculpa, eu não vou mais fazer isso não". Depois eu falo o que ela fez de errado, pois o comentário está maior que o post. Ah, mas deixa só eu falar logo: ela jogou no chão uma "piranha" de cabelo e a tia falou que foi de propósito. O cofrino que ela começou no domingo (ganhou num sorteio no teatro) já vai servir para ela comprar a "piranha" de R$ 1,00.
Beijos para sicrano e fulano,
Ju

Anônimo disse...

Cacacaca. Acabei de ler o comentário do Paulo, e, não resisti. Sabe quando descobri isso!? Um dia cantando essa música durante meu mestrado (devia tá aperriada mesmo), cantando Doberrô, meu orientador falou: o que é isso? Risos. Pois é, já no mestrado.
Ju

Angela disse...

Ok, sao 6:45 da manha e ja ri muito aqui. Beijos!

Angela disse...

Ok voltei por que tinha que contar o meu dialogo com o Max ha umas semanas atras (a respeito de um amiguinho que vive torcendo o braco e dedos de Max). Continuo torcendo para que Max nao vire um troglodita, mas como ele eh tao pequenino em relacao aos amigos, achei melhor comecar a tambem ensinar um pouco de auto defesa:

Eu: Nunca torca o braco de ninguem. Nunca. Se ele torcer o seu novamente, fale que nao vai mais brincar com ele, dia nenhum. E saia de perto, procure outros amiguinhos. Se ele torcer novamente, fale que se ele fize-lo outra vez, voce vai torcer o dele. Se ele fizer novamente, torca o dele de volta.
Max: Nao mae, ai eu vou estar tao errado quanto ele.
Eu: (vergonha...)

Tentei criar um filho pacifista. Entao, deu certo. Agora que preciso desfazer um pouquinho, ja era.

Estou torcendo muito para que ele esteja certo.

Anônimo disse...

cialis generika preise cialis
cialis acquisto cialis generico
cialis generico cialis
acheter cialis commander cialis en france

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }