Aleatórios



Amanda colheu uma flor amarela e me pediu que a colocasse no cabelo dela (adora andar por aí com flor no cabelo). Atendi e fui tomar um café. Minutos depois, ela me pediu para arrumar a flor que estava caindo. Quando tirou a flor do cabelo, vi a aranha amarela que pendia por um fio. Coloquei a aranha no chão e ficamos observando aquela coisinha que poderia ter picado a cabeça dela, ou entrado em seu ouvido, ou. Não achei que fosse venenosa (depois pesquisei e vi que não é mesmo). De qualquer modo, botei uma aranha na cabeça da Amanda. 

***

Anos atrás, compramos um vaso grande para a planta da sala. De brincadeirinha, Ulisses colocou a Amanda em pé dentro do vaso, "minha flor!". Segundos depois, viu a enorme aranha gorda e cabeluda lá dentro. Quer dizer. Tomara que a gente nunca consiga.

***

Há um ninho de passarinhos no nosso sótão. Pelo barulho, vários filhotinhos. Aluguel liberado.

***

Minha missão era levar brownies mexicanos para a noite mexicana. Comparei a receita que me indicaram com uma de brownies de cacau do blog da Patricia e vi que a diferença era a pimenta caiena. Segui o modo de preparo sugerido pela Pat e acrescentei a pimenta. A única reclamação da galera da tequila foi eu não ter levado mais. Umas três fornadas a mais. Delicioso, povo. Faz aí. 

***

Ula-ula é muito melhor que piña colada. É tudo que sei.

***

Nevou em Paris. Quem disse que há limites para a beleza?

***

Tão quente, tão quente. Amanda esquece que tá sem boia e pula na piscina. Enquanto eu berro, ela sai nadando. Li uma vez "por não saber que era impossível, foi lá e fez". Quando eu disse "mostra pro papai que você já nada daqui até ali", apavorou, chorou e botou a boia de braço. (Não tem pressa, meu amor, mas eu vou te contar isso daqui a alguns anos.) 

8 comentários:

caso.me.esqueçam disse...

"De qualquer modo, botei uma aranha na cabeça da Amanda". eita, que as maes gostam de se auto-flagelar. nao, dona rita, voce colocou uma floooor na cabeça da sua filha. a aranha veio de intrometida que é.

Rita disse...

Hahahahaha - Lu, entendo que pareceu dramático, lendo agora. Mas juro que não rolou essa culpa aí não, sua linda. Só ri mesmo por causa dos antecedentes com aranha. :-)

Bj!

Débora Ramos disse...

È bom ler você, parece que tudo faz tanto sentido. Como as peças de um quebra-cabeça.

Dária disse...

Os ninhos de passarinho me lembraram os meus. Não, não crio pássaros, mas há pássaros em meu jardim. Muitos. Há uns anos eles estão por aqui, e cantam todos os dias as cinco da matina e ao entardecer no pé de jambo da frente e nas flores da janela de minha mãe. Lindo. Muito lindo.

- Os vizinhos já pararam pra nos perguntar quantas gaiolas temos, de tanta cantoria. Não temos. São livres, gostaram, ficaram. Acho que por não termos animais e a cerca elétrica os protegerem dos gatos dos vizinhos, viramos um lar seguro. Enfim...


No mais, sempre que falas da Amanda acho ela a criança mais corajosa do mundo. Eu gritaria com a aranha (até hoje); e eu não descobriria que podia nadar.

Mariana disse...

Pois é nevou em Paris. desde que cheguei aqui neva todo inverno. E é muito lindo mesmo, até a gente sair de casa e esquecer as luvas. OU ter que ir ao supermercado. Ou ter que ir... em qualquer lugar...
Quer dizer...linda mesmo é a primavera!!

bjus!!

Luciana Nepomuceno disse...

e eu, louca, que li seu post cantarolando: a dona aranha subiu pela parede...

disse...

Como disse a Mariana, a neve é linda quando cai pela primeira vez no inverno, fica todo contente, tira foto, faz guerrinha de neve. A paisagem é mesmo incrivel! Dai' quando ela vira lama ou gelo que escorrega, a gente começa a contar os dias para chegar logo a primavera!

Se bem que dessa vez estou até tranquila, pq com bebê recem-nascido em casa, sinto que no inverno não perco tanta coisa. A neve eu posso ver da janela.
;)

Beijocas!

Angela disse...

Vejamos por outro angulo: Se eu puser aranha em Max ele agradece. Uma amarela seria um motivo de correria, lupas e muita comocao. Nem imagino uma coisa dessa. Ele tambem adora tarantulas, de preferencia na mao dele.

Agora a hora da verdade: No ano passado, Pete me ligou no trabalho perguntando aonde estavam os anti alergicos. Ele e Max tinham capturado e tocado em uma das lagartas mais venenosas do planeta. Ela era verde neon com vermelho alaranjado e muitos "spikes". Tanto que tentou comunicar, tadinha...

Agora a neve em Paris nao achei bonita (pode me internar). Lindo esta o meu quintal, cuja grama verde mal viu neve esse ano, nessa cidade que esta entre as quinze em que mais neva em todo o pais.

Enlouqueci com a noticia de Amanda nadando...

Beijos

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }