Pequeno vício de quase férias


(Tudo começou assim.)

***

 João Bolinha andava numa fase nublada de sua vida.

 Maria Manchinha, por outro lado, andava radiante...

  ...e decidiu dar uma volta para soltar tanta energia. Fato que irritou João Bolinha.

Irritou demais. 

A ponto de ele não suportar.


 A reação de João Bolinha intrigou Maria Manchinha que decidiu agir. Ela sabia que...

 ... num cantinho sujo do papel havia flores.

E achou que valeria uma tentativa.

Então ela falou da primavera e do poder das canções. Aquilo intrigou João Bolinha, mas... 

... logo ele se lembrou de uma história com estrelas e outras canções velhas.

 O resto foi fácil. Foi só seguir o ritmo.

***

Antes que vocês me perguntem se a gente não faz outra coisa nessa casa, digo que sim, fazemos. Fazemos monstros tenebrosos. Boo.

Tomate e Alface. Terríveis.

***

Férias, meu povo. As crianças estão de férias. (E eu estou quase lá.)

1 comentários:

Nilma disse...

Oi Rita...
Aqui também estamos nesse ritmo de férias, mas quem está na liderança dos favoritos é o Kinect, imagina ai o estado da minha sala!! rsrsrs.Olha o que Daniel falou:"Que bom mãe que Rita veio e trouxe esse jogo, só assim meu pai jogou, gostou e comprou um para nós".Abração nas crianças e Ulisses, beijo.

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }