Ela e o oxe


Leio o blog dela. Gosto muito, seja pelas gargalhadas, seja pelas reflexões, ou pelos socos. Ou puxadas de tapete. Ou por links impagáveis que só ela traz. Leio o blog dela. Leio os tweets dela e é tão bom, como se ela estivesse ali, no telefone. De vez em quando ela está no meu skype e todo mundo sabe por causa das minhas risadas. Ela entrou na minha vida, explico depois. Agora estou lendo os livros dela. Falo depois. 

Terminei esse aqui:

O nome da cousa, Ed. Komedi.

E estou agarrada com esse aqui:

Minúsculos assassinatos e alguns copos de leite, Ed. Rocco.

***

Do sotaque:

Em poucos dias o Arthur já falou "oxe!" mais vezes do que eu, paraibana, que vivi aqui por quase 26 anos. E eu, com marido mineiro, criado entre Juiz de Fora, Manaus e João Pessoa, olho para meus pequenos catarinenses e morro de rir dessa minha família de brasileiros. Adoro salada.


2 comentários:

Dária disse...

oww que coisa linda, já pegou nosso "oxe" rss - pense numa expressão que acho difícil largar um dia meu vocabulário.

Agora tá na hora de vc ensinar a ele que super herói de verdade não luta com raios, mas com peixeira kkkkkkkk
(nota: Ricardo - o namorado - inventou um super herói neste estilo pro pequeno Otto já, se chama "Biribinha", e é o mais forte deste meu Brasil!)

Daniela disse...

Esse copo de leite me fez chorar tanto, tanto, tanto. A Fal é uma excelente escritora...

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }