A Rússia é aqui


Ando meio tola, fora do ar. É assim quando leio um livro que me encanta e me fisga e descubro muito antes de terminar a leitura que ele vai ficar em mim para sempre. Ando quieta, calada, sentada pelos cantos da casa, sempre que dá. Carrego-o comigo o tempo todo e, além da leitura sagrada antes de dormir, leio naqueles dois minutos que sobram entre uma correria e outra. E quando não leio, falo dele. Só tenho um assunto. Um assunto de mil páginas que nunca vou apagar da memória (da memória afetiva, vocês me entenderam, né? Não vou memorizar as páginas, :-P). Ainda faltam muitas, mas, dessa vez, não me queixo de ser uma leitora lenta. Não há qualquer pressa. A demora é um longo prazer. :-)

___

Caso você não tenha reparado na lateral do blog, é d'Os Irmãos Karamázov que estou falando.

3 comentários:

Anônimo disse...

Mais um para minha lista! Valeu a dica.
Beijos,
Ju

Vivien Morgato : disse...

meu segundo marido diz que só o frio explica a literatura russa....só um frio da porra propiciaria uma literatura tão introspectiva e pesada...rs

Mariana disse...

Na época em que eu lia ficção (séculos atras) eu também tinha mania de viver dentro do livro... me sentia como quando a gente acaba de acordar de um sonho e fica naquele limbo, com aquela sensação de que o que foi sonhado realmente aconteceu...
Qto aos russos, também sou fã. Fiz o mestrado sobre um autor russo. O teatro deles é incrivel!

bjus!

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }