Feliz coração de criança




Que a vida seja assim essa brincadeira boa. Que vocês encontrem os esconderijos da alegria mesmo quando o mundo parecer um tanto fora de foco. Que percebam que torto, incompleto e esquisito podem ser belos também porque as cores da beleza estão nos olhos de vocês. E no coração. Que o coração seja um guia bom nos saltos e também nas calmarias que, acreditem (e entendo que agora seja tão difícil entender), às vezes são muito bem vindas. Que o esconde-esconde dure para sempre, porque buscar pode ser tão gostoso quanto encontrar. Que a dança nunca seja interrompida, nem nas subidas - vocês já sabem que a imaginação às vezes é toda a música de que se precisa, não é? Que a infância seja longa, do tamanho da vida. Que no momento em que calendários e hormônios indicarem curva fechada, vocês levem no peito a reserva boa para os anos que virão, como aquele bombom levado para casa no final da festa. Que gargalhada, pé no chão e suco de maracujá sejam de sempre, não só de agora. Que vocês  nunca deixem de ver beleza naquela lua que se move, no besouro esquisito, no passarinho grande, no sol ser maior que a terra. Surpresas: que sejam muitas e que em todas elas os olhos brilhem como agora. Que as perguntas nunca parem e que vocês não se esqueçam de que duvidar pode fazer crescer. Que a força venha de mãos dadas com a ternura que vocês já têm. Que a generosidade os torne tão grandes que seja impossível marcar na Dona Girafa. Que o mundo seja palco, campo, praia, estrada. E que nunca deixe de ecoar o som dessas risadas que preenchem minha vida.

Feliz vida de criança, meus filhotes.

3 comentários:

Lílian disse...

Feliz esse e muitos outros dias, preciosos pequenos. É assim mesmo, sempre haverá mais um dia desse, daquilo, daquele. Mas o importante é que vocês tenham para sempre pelo menos uma parte disso aí que esse dia diz: criança.

Muitos beijos.

Tia Lílian.

Dária disse...

Meigo!

Mas por sinal, vim aqui não pra comentar o texto de hoje. Mas pra compartilhar que assisti ontem o filme "As horas", cuja indicação tirei aqui do blog... e agora to ainda com mais vontade de ler Virgínia Woolf ^^
ai ai...

Rita disse...

Lilian, beijinhos!

Daria, que bom que viu o filme. Se ler Mrs. Dalloway, vai querer ver de novo...

Beijos
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }