Good girls

Day 21: The best book you’ve read this year

No news is good news, right? O melhor que li este ano vocês já sabem. Também passaram a morar no meu coração Wuthering Heights, de Emily Brontë, e Persuasion, de Jane Austen. Ou seja, a mulherada daquela ilha sabe escrever. Penso nelas. Sem computador, sem internet, sem a avalanche de informação que nos invade hoje em dia e faz de nós seres ansiosos, apressados e atrasados; na quantidade absurda de canais; tanta janela, tanto link. Penso nelas, com a caneta-tinteiro e a janela da sala, talvez. Woolf, Brontë, Austen. Minhas meninas, always. Eternas.



6 comentários:

Tina Lopes disse...

As Meninas Superpoderosas =)

Luciana Nepomuceno disse...

Que fazer senão concordar enfaticamente? Mulheres Incríveis. Livros Incríveis. Eternos, elas e eles.

caso.me.esquecam disse...

merda, nao posso nem comentar. morro dos ventos eu li somente ate a metade hihihihi posso fazer meio comentario? :X (ok, ja bastou a piada fail) :/

Angela disse...

Falou e disse! :)
beijos

Rogério disse...

Na linha do que propõe o post, devo confessar que este ano fugi dos clássicos (exceção feita a Um conto de duas cidades, de Dickens, que deu vontade de reler). Da linha mais light, gostei imensamente de Minha Vida com Bóris, de Thays Martinez e acabo de devorar o divertidíssimo - parece que a intenção do autor não era esta - O Deus que conheço, de Rubem Alves. O primeiro devo fazer uma espécie de resenha em meu blog, já o segundo me parece de encomenda para pessoas como eu e você, Rita, que não engolem pacificamente as verdades absolutas impostas pela igreja.

Rita disse...

Meninas superpoderosas, hahahaha. Bem isso.

Rogério, fiquei curiosa!

Abraços, pessoas!

Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }