Tantas telas




Gosto muito da vista que temos aqui em casa, a vista da janela da cozinha. De lá vemos um morro que esconde o outro lado da cidade. Em dias como hoje olhamos pela janela e vemos o verde do morro, o azul do céu e algum colorido a mais dado pelas plantas que se espalham pelo nosso quintal e que apontam nos muros dos vizinhos. Há ainda o vermelho velho de um telhado meio escondido e o preto acinzentado de outro telhado mais próximo. E há o branco dos guarda-sóis fechados, que esperam pacientemente os meses mais quentes.


Venho para o escritório e daqui vejo mais verde, todo o verde de nossas palmeiras e do mato do quarteirão em frente. Com o dia claro como está hoje, podemos ver pequenos pedacinhos de azul por entre as árvores. À direita, para além das árvores, outros morros e mais céu infinito. Não há  nuvens por aqui hoje e tanto a mata quanto o jardim esbanjam aquele jogo de luz e sombra, exibindo muitos tons de verde e prata.


Gosto também quando me deito no sofá da sala e a janela só mostra plantas. Deitada, não vejo a rua, nem o portão, só o verde e o vermelho-alaranjado de algumas folhas grandes.

Tenho vários vizinhos, gosto de morar em um bairro relativamente central, perto do trabalho, com facilidades logo ali. Mas também gosto desses momentos em que brinco de ilha no meio do mato.

O que tá pegando é que agora me dou conta de que olho, olho e não consigo pintar nada. Eu não sei pintar. Damn it. (Vou lá no post linkado aqui e vejo todos os tons de verde no quadro do Monet. Os pálidos, os sombreados, os iluminados. Damn it.)

(Só uma folha seca e velha que já encheu a barriga de várias formigas. Mas se balançou tanto quando viu a câmera. E tem um laranja tão vivo que a foto não mostra. Não mostra, juro.)

Ah, quem dera.

7 comentários:

Anônimo disse...

Tantas telas lindas ao vivo! Puxa, se vivo pensando que tenho que te visitar, para as crianças se conhecerem, brincarem. Os maridos idem. Nós tagarelarmos... Vou apressar essa visita.
Beijos,
Ju

caso.me.esqueçam disse...

nao interessa se uma casa eh pequena ou grande, bem decorada ou nao: quando se tem verde na historia, tudo muda de figura! nao sei como sera minha casa, mas ela vai ter muitos vazinhos de plantas (caso nao exista um jardim).

Juliana disse...

nada me encanta mais que o azul do céu aí do Sul. Quando estive por aí, só fazia olhar pro céu e suspirar.

Mariana disse...

o mato inspira muito né? Coloquei o quanto pude de mato aqui no apê porque me faz falta aquele mato selvagem dessa terra... Qto à pintar também não pinto nada, por isso comecei a investir na fotografia! Por enquanto ta suprindo o desejo! bjus!!

Daniela disse...

Morar em casa é um luxo...
Cercada de tanto verte dá pra escapar do mundo dentro da cidade. Não tem preço!

Suely disse...

Vista privilegiadíssima! A noite de lua cheia deve ser linda, também. Abraços.

Rita disse...

Todos de acordo: verde pra que te quero. Eu adoraria ter mão boa para as plantas, o que não é o caso. Sorte que o maridão não esquece de regar e ainda planta florzinhas com os pequenos. <3

Beijos
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }