Sortie


Achei que não fosse sentir o coração apertar, achei mesmo. É tão bom me deslocar por aí com minha cria e meu Odisseus que normalmente penso que o lugar é um detalhe, que só é bom mesmo porque estou com eles. Então fiquei numa de achar que amanhã seria simplesmente o dia em que fecharia a porta do apartamento, entraria no microelevador e pronto. Até que hoje li umas mensagens de despedida de pessoas que encontrei aqui e senti meu peito ficar pesado, confesso.

A manhã de hoje foi ensolarada e enquanto o Ulisses estava no curso de francês fui com as crianças ao parque que fica ao lado de nossa casa. Fomos nos despedir do bairro, talvez.




Nossa rua.

À tarde tentei pela terceira vez visitar a Sainte Chapelle, mas a chuva que caía tornava a longa fila na calçada nada atraente. Demos meia volta, falamos do Woody Allen que acha que Paris é mais bonita na chuva, lamentei mais uma vez ter esquecido minha sombrinha por aí, tiramos uma foto péssima na ponte que nos ligava à estação de metrô e fomos comprar pão. À noite arrumei malas, conferi gavetas e ouvi a chuva me cutucando na janela aqui do quarto.

Se alguém me perguntar um dia "Rita, você já foi a Paris?", vou sorrir só um pouquinho enquanto imagens assim rondam minha cabeça:






(Essa, claro, é em Giverny. Mas tá valendo... Aliás, o passeio mais emocionante ever.)









Vou me lembrar de pessoas boas que conheci aqui, da amiga que revi, do entusiasmo das crianças cada vez que a Torre Eiffel aparecia majestosa diante da janela do trem ou do ônibus;

vou me lembrar das comidas deliciosas de nossos crepes em St. German des Près: St. German des Près, a Paris que eu queria pra mim;

vou me lembrar de Monet para sempre;

vou me lembrar de que Ulisses e eu somos felizes em qualquer lugar, desde que estejamos juntos, mas que aqui, além de felizes, estávamos em estado de graça;

vou me lembrar de que comprei umas echarpes nos soldes, e que são bem bonitas; mas que quando cheguei no apartamento vi que o lenço que eu tinha trazido de Floripa era ainda mais bonito, um que herdei de minha mãe - uma lembrancinha de que, muitas vezes, o melhor vem de perto, bem perto;

vou me lembrar também de que a cidade vai continuar aqui e que sempre poderemos voltar. Quem sabe.

À bientôt, Paris. :-(

***

Antes de embarcar para o Brasil, pegaremos uns trens malucos por aí. Conto aqui depois se houver internet no hotel, se a gôndola conseguir chegar até lá e se o laptop não cair no canal, essas coisas.

12 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

eu tenho sempre o que batizei de depressão pós-férias. Deixando Paris, então, u-la-lá...

Boa viagem, beijocas em todos.

Anônimo disse...

Adorei acompanhá-la na sua viagem. Agora, após essas voltinhas, te espero de braços abertos aqui no Brasil. Na estrada anil.
Beijos,
Ju

Angela disse...

Coracao apertado aqui tambem. Beijos e safe travels.

Rogério disse...

Na hora de seguir em direção ao CDG percebi aumentar um sentimento de nostalgia antecipada, algo assim. Meu trabalho me leva a viajar muito pelo Brasil afora, conheço centenas de cidades e adoro um monte, mas não me lembro de ter sentido o encantamento que Paris me suscitou. Não falo apenas do que é voltado para o turismo. Cada praça, esquina, o povo fazendo picnic, a atmosfera reinante, St. Germain e adjacências, eu me senti parte daquilo tudo. Tá explicada minha decisão de fazer um curso de francês: eu vou voltar.
Que vocês tenham um retorno tranquilo e seguro, e obrigado pelo 'diário de bordo'; cada dia foi uma viagem diferente.

disse...

Que engraçado, li seu post agora (acabei de acordar) e lembrei q sonhei com vcs. Eu estava toda enrolada para viajar, 1000 coisas para fazer, mas aí eu vi vcs e sai correndo para te dar um abraço de despedida e dizer boa viagem. Que louco né?

Mesmo q nao tenha sido real, deixo aqui um abraço apertado em cada um de vcs e um desejo de uma otima viagem.

A bientôt!

Mariana disse...

Bom restinho de viagem pra patota Rita!!! Bon voyage de retorno e boa readaptação à vida na Ilha, que ca entre nos, também tem o seu charme!!! Foi otimo conhecer vcs!!!
bjus pra patota et à la prochaine!!!

Ana Duarte disse...

Lindas imagens RIta!
Bon voyage de retour à toi et à toute la famille!
Bisous

Cecilia disse...

Rita, todos esses dias vinha aqui ansiosa pra ler sobre a viagem de vocês. Tenho a sensação de ter (re)visitado Paris um pouquinho com você. Obrigada pelos relatos. Também senti uma tristezinha sabendo que a viagem chegou ao fim, mas vai ser bom ter você de volta ao grupo!
Sua família é uma graça e eu sou sua fã!
Beijos,

Paulo Marreca disse...

Devo confessar que tb fiquei tristinho com esse post. Já estava me acostumando com vocês morando em Paris e com poder (re)descobrir a Cidade Luz através da sua lente e das suas palavras.

Tina Lopes disse...

Manda logo sinal de fumaça se foi tudo bem nos trens? Bjk

Caso me esqueçam disse...

entao, fazia tempo que eu nao lia blog nenhum e deixei acumular um monte de post do estrada anil, soh acabei agora de ler todos os atrasados e, ufa! sabe que eu cheguei a sentir a saudade que tu vai sentir quando for embora? hehehe eh doido, mas vi tanta foto bonita agora e tanto comentario apaixonado sobre a cidade que deu vontade de correr pra la e viver um pouquinho do que vcs viveram.

camilo comentou dia desses que adorou a forma de voces viajarem. sabe, ele eh do tipo que vai pra um lugar pra conhecer MESMO, sabe. nao eh do tipo que faz turismo soh pra tirar fotos bonitinhas que serao mostrada aos amigos depois, aquelas com braços abertos nos principais lugares de tal ou tal cidade. muito legal mesmo essa imersao de voces!

paris se torna cada vez mais linda pra mim: sempre que eu boto os pes nela eh pra conhecer alguem que eu prezo muito. foi "lua de mel", vi show do paul mccartney, conheci voces (blogueiras todas) e… ai ai. sempre teremos paris? :)

boa viagem, queriiiida! MUITOS beijos! a gente fofoca por skype quando voces voltarem. a brabuleta falou que agora da pra ligar varias cameras ao mesmo tempo :D

beijoooooo

Rita disse...

Pessoas boas do meu coração, que saudades de vocês! Internet ilimitada é o quê mesmo? Hum... não me lembro bem... :-)

Bom, aos poucos vou contando tudinho, será um prazer reviver nossas peraltices pela Itália em post futuros. Agora quero mesmo é dizer: QUE SAUDADES DE PARIS!!! Sabe o que mais? Parece que faz UM SÉCULO que saímos de lá. Impressionante a quantidade absurda de informação que uma Veneza e uma Florença nos dão em quinze minutos. E é uma delícia me sentir 'em casa' quando algum turista passa por mim falando... francês. Buáááááááaaaaaaaaaaaaaaaaaa...

;-)

Beijos grandes, obrigada pela companhia, fiquem aí. Tem mais daqui a pouquinho.

Obrigada, mais uma vez!!!
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }