O besouro-aranha


Amanda foi lá na sala ver o que estava acontecendo e voltou para me dar a notícia:

Ela - MÃE! O mano achou um besouro-aranha!
Eu - Uia!
Ela - Enóme!
Eu - É mesmo? E aí?
Ela - Tinha sete pernas!
Eu - Ahn... sete? Tem certeza? Deve ser seis... ou oito.
Ela - Tinha oito pernas.
Eu - Ah, tá. Então era uma aranha.
Ela - Tinha sete pernas desse lado e oito pernas do outro! Enóme!
Eu - Uau. Era praticamente uma centopeia, né não?
Ela - Era um centopeia! Tinha duas asas o besouro-aranha!
Eu - ...
Ela - Enóme, mãe!
Eu - É, filha? Nossa, e o que o mano fez?
Ela - Num fez nada, tá lá na sala o besouro-aranha.
Eu - Nossa, vou já ver.
Ela - Tem quatro asas e voa beeem alto! Você  num vai conseguir ver.
 
Ela tinha razão, não consegui ver. Mas os olhinhos faiscando enquanto aquela boquinha linda me contava do besouro-aranha enóme, ah, isso eu vi e nunquinha vou me esquecer.
 
____
 
No sábado comprei umas calças para o Arthur. Aí a moça da loja me ofereceu uns cupons para eu preencher e concorrer a dois sorteios: uma jaqueta para meninas e um urso-porta-pijamas (!) com pijama incluído. Okay. Preenchi na maior preguiça porque nunca na vida ganho sorteio nenhum e sempre tenho a nítida sensação de que estou desperdiçando preciosos minutos durante os quais poderia, ah, sei lá, cochilar. Enfim. Preenchi e nem me dei ao trabalho de depositá-los na urna, deixei lá, sobre o balcão da loja.
 
Ontem a moça da loja me ligou. Fui sorteada. Duas vezes, ganhei tudo. \o/ Estou falando sério: nunca ganho nada em sorteio, nada. Pois ganhei. Agora a Amanda tem uma jaqueta saída do armário da Madonna e eu preciso arrumar uma balada para ela. E o Arthur trocou o inseparável Cebolinha pelo Panda enóme na hora de dormir (muuuito fofinho e macio) e não vai mais perder o pijama. Como vivi até hoje sem um porta-pijamas, não me pergunte. :-)
 
Tudo fofo e o pijama ainda brilha no escuro. Tá? Tipo assim, não preciso mais acender a luz do quarto do Arthur se quiser espiar seu sono no meio da madrugada. o/ Gente, a vida só melhora.
 

8 comentários:

Anônimo disse...

Adorei a historia do besouro-aranha da Amanda! Essas crinças são demais!

Eita, que sorte a sua, ganhou os 02 brindes! Agora fiquei curiosa em conhecer a jaqueta-madona da Amanda e urso do Arthur! Coloca fotos depois aqui.
beijos,
Ju

satya disse...

Nossa! Eu não ganho coisa alguma em sorteio, rifa, pescaria de festa junina! Neca!
Seria bem legal ver uma foto dessa jaqueta Madonesca.

Liliane disse...

Sorte, sorte, muita sorte sim! \o/
O que é um porta-pijama, pelamor? Fotos dos brindes, do porta pijama, do pijama (no escuro de preferencia ;)) e lógico da jaqueta né!
bjos

Juliana disse...

Ai, gente! eu pre- ci -so de um pijama que brilha no escuro. tipo, preciso!
kkkkkkkkk

Lílian disse...

ENÓME DESSE JEITO, NÃO TEM JEITO: ERA UMA BARATA CASCUDA!!! :-)

Mas o pijama... Já sei em que quarto vou dormir quando chegar por aí. Tá bem fácil de eu perder esse abajour, hahahaha!

Bjo, cunhada!

Angela disse...

Que presente bom esses post!

Os brindes me pareceram tudo de bom, pijamas que brilham no escuro sao uma diversao para eles e para nos. Realmente, precisaremos de uma foto aqui, principalmente dessa jaqueta madonna.

E Ufa! que bom que o besouro-aranha ENOME (ai que vontade de dar beijo) nao estava la, me pareceu assustador com suas quinze patas...

Max eh alucinado por besouros, infelizmente quando me chama (o que eh de rotina agora que o tempo comecou a esquentar) o bicho eh de verdade e vivo. Outro dia contei onze vidros de minhocas, lagartas, besouros e outros insetos, ele cuida por um dia ou dois e ai mandamos ele devolve-los para a casa deles (a grama). Julia ta indo no mesmo caminho. Max tambem pega os sapos, que tenta compartilhar comigo com todo o carinho do mundo. E eu so sorrio e digo que nao agora, obrigada...

Beijao!

Caso me esqueçam disse...

gente, fiquei preocupada agora que esse bicho possa existir. e se for verdade? Oo


mas olha, agora tu gastasse tua sorte. quais sao as chances de tu ganhar na mega sena agora? :(

Tina Lopes disse...

Eu que já ganhei a quina da Mega-Sena nunca mais entrei em bolão porque tenho certeza de que já gastei a sorte da vida toda. Com jogos, claro. Porque também tenho sorte de ver esses momentos de surpresa, em que a gente é obrigado a parar tudo e ver a vida com os olhos deles. Não acredito que não tem fotos dos presentes, dona Rita, assim não dá. ;)

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }