As novidades da lancheira - barrinha de granola feita em casa


Desbancando tradições - a barrinha que esnoba

Eu deveria ter publicado um post com essas barrinhas na primeira vez que experimentei a receita, mas acabei escrevendo sobre outras coisas. Nem lamentei, no entanto. Fizeram tanto sucesso que eu sabia que logo faria a receita novamente e, aí sim, passaria a dica para vocês. A fonte é a de quase sempre, o irretocável blog da Patrícia Scarpin, o preparo é facílimo e os elogios chegam de todos os lados: meu filho adorou, o marido virou fã e os colegas do trabalho que provaram também lamberam os beiços. :-)

De vez em quando ponho uma barrinha de cereal, daquelas que a gente compra no mercado mesmo, na lancheira do Arthur e ele sempre agradece. Daí, quando vi a receita no TK*, pensei por que não, vai que dá certo e ele passa a levar mais um treat para a escola feito com a mão da mamãe (além dos eventuais bolos e muffins)? Acertei na mosca. O problema é que as barrinhas desaparecem em dois dias (porque até o papai resolveu levar uma "lancheira" para o trabalho...) e agora a barrinha do mercado tem sido implacavelmente rejeitada, sempre volta pra casa, intacta na embalagem. Chego a sentir pena daquelas que já fizeram sucesso por aqui, mas preciso ser sincera com elas: não dá para comparar.



Imagine cravar os dentes na superfície crocante de granola e, quando a porção alcança sua língua, sentir o docinho da geleia de framboesa; daí você enche a boca com outro pedacinho e fecha os olhos e a coisa toda nem é só doce ou só crocante, é o casamento perfeito. *Ao invés de 110g de nozes, como manda a receita, pus 50g de nozes e 50g de castanha-do-pará, igualmente picadinha e tostada. Heaven.

E a Amanda, também não leva? Não, minha filha vive em um universo paralelo onde lanche bom é pão com nutella e não se arrisca assim tão facilmente. Um dia, quem sabe.

5 comentários:

Lílian disse...

Tô nem aí prá granola. Mas a framboesa... Ó só, guarda a parte da Amanda prá mim, tá? Semana que vem eu degusto. UI!

XERO!!!

Patricia Scarpin disse...

Lindas as tuas barrinhas, querida! E que bom que fizeram sucesso por aí, fiquei tão feliz!
A idéia de usar castanha-do-pará é ótima.
Beijo!

Rita disse...

Oi, Lilian. Aposto que você não vai jogar a granola fora. ;-)

Patricia, obrigada por dividir a receita com a gente, sua linda.

Beijocas
Rita

Caso me esqueçam disse...

vi esse post ontem e fiquei tao feliz! eu adoro barrinhas de cereais. como na faculdade a gente soh tinha 15min entre uma aula e outra, eu levava umas duas na bolsa (principalmente na segunda, onde eu tinha 10h de aula seguida. ninguem merece). mas agora que eu posso FABRICAR minhas proprias barrinhas, vou ama-las ainda mais. mas me diz uma coisa... o que diabos eh paca?! joguei no google e nada hahaha

Rita disse...

Luci,
já esclarecemos sobre as pecãs, ne? Beleza. Quero saber quando você fizer, okay?
bj
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }