Um inverno por un été


''Si tu viens, par exemple, à quatre heures de l'après-midi,
dès trois heures je commencerai d'être heureux."

(É em julho, mas a gente fica feliz antes.)

Lá no finado ano de 1998, enquanto estudava em Londres, transformei o feriado da Páscoa em três semanas de recesso e fiz um rápido giro por alguns cantinhos da Europa. Foi um passeio bom pelas razões óbvias e que me deixou com gostinho de quero mais eterno; foi divertido pelo que vi e visitei, mas também pelo ótimo grupo com quem viajei, composto em sua maioria por australianos, além de neozelandeses, sul-africanos e pessoas vindas de vários outros cantinhos do mundo; foi enriquecedor e barulhento, inesquecível e, digamos, eclético, para usar uma palavra bem apropriada. A profusão de idiomas, sabores, cheiros e cores daquela viagem alimentou muito papo bom depois, deu-me amigos e fotos desfocadas em minha velha kodak, além de uma coleção inútil de moedas da qual devo ter me desfeito, apesar de não me lembrar quando ou como. Tour gastronômico, etílico e turístico para estudante nenhum desse mundo botar defeito, minha pequena batida de pernas fez valer muito a pena cada centavo aplicado e transformado em pequenas doses de variedade, coisa de que gosto demais nesse mundão.

Um dos pontos altos da viagem era, sem dúvida, Paris. Era também o último ponto antes de retornamos a Londres pelo Canal da Mancha, cheios de vínculos pessoais eternos que se desfizeram em semanas ou meses. Paris encerraria a grande farra com chave de ouro e transformaria meu conceito de cidade bonita. Passei pouco mais de dois brevíssimos dias reerguendo meu queixo e anotando, mentalmente, que um dia voltaria, com mais tempo, com outros olhos e sabe-se lá em que companhia. Voltaria para passear sem pressa, perder-me nas ruas e pontes, olhar, olhar, olhar.

Daqui a pouco mais de um mês voltarei, acompanhada daquele que já me fazia suspirar diante da Torre Eiffel enquanto pensava, cheia de romantismo piegas regado a vinho, "aquele mané bem que poderia ver isso aqui comigo, aff". Agora, enfim. Com mais tempo, outros olhos, um par de filhos e um bom número de anos que me transformaram tanto que chego a pensar que será, de novo, a primeira vez, voilá. Se tudo der certo, partiremos em 03 de julho, dia em que minha mãe completaria 71 anos, para o último mês do mesmo recesso de que usufruímos no ano passado. Estamos matriculados em um curso de língua francesa que frequentaremos em horários alternados, dividindo nosso tempo entre as aulas e as crianças. E umas espiadas nas redondezas.

Não temos pensado muito em tudo que nos espera no nosso julho quente, envolvidos até o pescoço com a rotina ligeira e outros projetos instigantes (ai, minha língua coça, mas tudo tem seu tempo). No entanto, há algo que já antecipo com um sorriso bem fácil: tenho encontros marcados. Tenho encontros marcados com amigas que fiz aqui nessa blogosfera imprevisível, encontros com pessoas que já fazem parte de minha vida, com quem tenho dividido mais que posts and comments. Tenho amigas a abraçar e será a Paris, mon dieu! Eu ainda vou agradecer muito por aqui todas as dicas e toques, favores enormes e deslocamentos planejados para me ver (a gratidão, a gratidão), mas começo já. Amanda, Luci, falta pouco. Seulement un petit peu, é assim? Quero tempo para estacionar no blog da Dé e em suas dicas imprescindíveis, quero ir, quero ir. Fiquem aí, paradinhas.

Além de encontrar amigas blogueiras, passear com meus pequenos e meu grandão, essa será minha terceira tentativa séria de engrenar um curso de francês que me faça ir além do passé composé. Tenho fé e laptop. A língua, aliás, será a cereja do bolo, para o bem e para o mal. Meu francês inteiro já foi usado neste post e o do Ulisses ainda nem existe. Mas a gente encara, com vontade de experimentar e, certamente, aprender um tiquinho, rindo aos montes. Porque inevitavelmente diremos muitos Pardon?. Como garantia, ouvidos atentos e paciência. Espero que estejam em voga nesse verão.



16 comentários:

Angela disse...

Tres palavras: Ai que inveja!!! Inveja de voces que vao estar la, mas *muito* mais inveja de todos que vao encontrar voces. Que de-li-cia... Ai, e quando penso que de todos esses anos, esses serao provavelmente os unicos dois anos que nao vou poder fazer uma viajona (sem contar com as do Brasil, claro). Ainda nao tinha perguntado: e Claudinha, vao se ver? Gente com o tempo passa rapido. Ja ta quase no dia. Um beijao e como sempre, torcendo para que tudo seja bem tranquilo. Ou nao, se assim o desejarem :)

Amanda disse...

Ai que legal, ai que legal! Ja estou toda empolgadaaaaa!!!

Luciana Nepomuceno disse...

Dá lá todos os beijos em dobro na Amanda e na xará. E espia uns Caravaggios por mim, tá?

PS. Eu ri do romantismo exacerbado, né, mané foi tudo!

Angela disse...

(voltei para clarificar: viajona para ver voces, claro. por que viajona nao faco nunca mesmo).

Claudia Serey Guerrero disse...

ebaaa tava so esperando este post!!!
sim Gelinha, vamos nos ver sim, desta vez to morando do ladinhoooo, beijinhosss et à bientôt
Claudia

Daniela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniela disse...

Só o que eu tenho a dizer é: que delícia!
Paris meu lugar preferido sempre. Tô fazendo esses mesmos planos que vocês, mas pra daqui a uns dois ou três anos.

Divirtam-se

Mari Biddle disse...

Vai com fé e laptop, Iara. Eu não to com inveja,não. Talvez um pouquinho . Dá um aperto na Amanda e na Luci por mim.

Beijos,

M.

Caso me esqueçam disse...

""aquele mané bem que poderia ver isso aqui comigo, aff" hahahahahaha! "aff" hehehehe

ooowww, eu tou taaaaao empolgada! é que é tao surreal reunir esse povo todo, todo mundo morando tao longe, que eu teria um troço se algo saisse errado. mas nao vaaaai, tah tudo certchinho! :D

Lílian disse...

Eu também vi a torre eiffel sem mané nenhum. Mas ainda volto lá (aaaaaai, queria que fosse em breve)e, daí, quem sabe o que me aguarda!!!

Bjus, cunhada!

LOVE,

LI.

Liliane disse...

Ai que delicia!
Paris! Vai ser bom dimais!
Cela sera super!
To animadíssima por voces!

bjocas

Ana Duarte disse...

Oi Rita!!! Tô chegando atrasada como sempre, mas nao posso deixar de comentar esse post!

Aproveitem muito as férias, vocês vao pra la na melhor época na minha opiniao! ah e so uma dica, nao sei se você ja conhece Giverny, o jardim de Claude Monet??? Se nao conhece, nao perca esta oportunidade! é simplesmente um lugar maravilhoso, ainda mais nessa época de primavera- verao! Inesquecivel!
Bjos Querida

Rita disse...

Oi, pessoas! Vamos todos viajar juntos, claro! :-)

Beijos!

Rita

disse...

Rita, como o meu comentario neste post desapareceu (esse Blogger so' ta' dando mancada), entao vou tentar lembrar mais ou menos o que eu escrevi.

Vai ser muito legal te conhecer e quem sabe fazer algum passeio junto com toda a criançada: Arthur, Amanda e Rafael. Ja' estou com uns posts na manga com passeios legais para vcs fazerem por aqui. Me aguarde!

E quero te fazer um convite: escrever um guest post la' no Pedalando de algum passeio bacana com as crianças em Paris ou sobre a experiencia de passear por aqui com eles. Enfim, o que vc quiser. E ai', topa? (diz que sim! diz que sim!)

Beijos,

disse...

Oba, agora o comment foi! ;)

Rita disse...

Dé, querida!

Topadíssimo! Nossa, muito obrigada pelo convite, será uma honra!

Beijos
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }