Sorvendo


Estou sorvendo um livro. Tem coisas assim:

"As cordas do balanço eram muito compridas, de modo que levava um tempo enorme para ela viajar de um extremo ao outro. Aquele balanço nunca parecia estar com pressa. Eu costumava olhá-lo o dia inteiro e nunca me dei conta de que estava vendo um pêndulo que contava as últimas temporadas de paz de minha aldeia."

Começa com um soco:

"Às vezes eu penso que gostaria de ser uma moeda de uma libra esterlina em vez de uma menina africana. Todo mundo ficaria satisfeito ao me ver."

Imigrantes, refugiados: "pessoas flutuantes", que vivem no cinza.

Quem sabe depois eu escrevo alguma coisa fora das aspas. Agora não dá.

7 comentários:

Lílian disse...

Caramba, belo soco. Efeito nocaute!...

Aguardando o post, gostei do jeito do livro.

E agora, querida cunhada, vou mudar tooootalmente de assunto: como você já sabe, sou bem lenta nesses assuntos virtuais. Resultado? Só hoje descobri que um post assim, inteirinho, pode ser compartilhado no facebook (pode rir, eu deixo).

:-/

Então, nesse momento, acabo de compartilhar seu post sobre o livrinho. Quem sabe não desperta a curiosidade das amigas e elas não vêm até aqui ler seu blog?

:-)

Melhorou a carinha, né?

Bjus, aguardando ansiosamente a chegada do mano!!!

Lílian disse...

Eu de novo, cunhada (plantão de novo. Hora de almoço. Blog.)!

É que lembrei do lance do casamento, quando disse que gostava de tudo. Porque ano passado, no mesmo dia do livrinho fui, com essa idade (UI!), DAMA DE HONRA de um casório!

Só fiz escova no cabelo, porque não deu tempo de grampo de espécie nenhuma, mas disse que estava tão feliz naquele dia que iria até "vestida de chita". Gosto mesmo da cerimônia e de tudo o mais. Passa, sim, por minha ligação com o Deus em que acredito, sem ser, necessariamente, apenas o aspecto formal de uma religião.

Na verdade, só falei isso porque lembrei que, na época, teve até historinha na revista. Se quiser olhar, o link tá aí:

http://issuu.com/revistapremium/docs/premium07

Páginas 176 e 177.

BJUS, saudades de novo!

Borboletas nos Olhos disse...

Eu comprei!

Cecy disse...

Eu li e confesso que no inicio não gostei. Não estava em um momento bom e o livro foi como uma pancada na cabeça. Me deprimiu, mas pensando bem, é a reflexão que ele provoca que faz com que ele seja tão bom.

Rita disse...

Lilian, desbravando a web. Go, girl! :-) Vou lá ver o link.

Borboleta, oba!

Cecy, ai, tô adorando. Aliás, vou lá ler.


Beijinhos
Rita

Ju Paiva disse...

Rita,

Se vc gostou deste talvez goste tb do " O mundo se despedaça" do Chinua Achebe.Já leu? É considerado infanto-juvenil, mas pra mim foi um soco tremendo no estômago...daqueles q a gente não esquece mesmo.

Beijo

Ju Paiva

Rita disse...

Ju, dica anotada, viu? Muito obrigada, querida.

Bj
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }