Na mata


Ando feliz, com um sorriso fácil, bem, leve, tranquila. Continuo apaixonada e acho meus filhos muito engraçados. Gosto muito da nova marca de café que comprei. E hoje tive crise de risos levando o Arthur para a escola. O que pode ser melhor do que uma risada descontrolada que nos tira a voz, arranca lágrimas que borram o lápis do olho? Sabe aquela que impede a garganta de proferir qualquer som? Não conheço coisa mais deliciosa, pelo menos não conheço coisa mais deliciosa que sirva tão bem aos dias atuais no meu micromundo. E a gente ria tanto e era tão contagioso aquilo que acho que nosso carro até balançou. Creio que o paralamas abriu um largo sorriso, porque tava bom mesmo - meu filhote de cinco anos é um palhacinho, às vezes.

Tomei algumas decisões com as quais não me comprometo, porque quero ter o direito de mudar de ideia na semana que vem. Mas o fato é que tirei férias. Férias de alguns jornais, de alguns espaços, de algumas pessoas. Assim: não quero mais, não sinto vontade. Não quero ninguém atravessando minha alegria boba e saltitante.

Eu olho para a figura que escolhi para ilustrar o cabeçalho deste blog e fico com vontade de sair correndo por aquela estrada, vejam vocês como estou me sentindo. Não quero saber de azedume. Quero suavidade de aquarelas. Vou me dar o direito de só ler o que me agrada, só assistir as entrevistas de quem gosto. Ai, mereço tanto, depois de meses passando mal todos os dias. Não quero saber o que andam tramando, dizendo, confabulando, não me contem.

Quero a alegria continuada de quem está se sentindo otimista, confiante, em festa. Vou voltar cheia de saudades ao meu livro, trocado sem delongas por todas as notícias sobre os capítulos da odisseia de outubro. Acho justo que eu o tenha abandonado, havia urgências outras, mas é verdade que eu não via a hora de voltar a lê-lo.

Eu sei, eu sei, que a coisa toda está só começando e não estou tirando férias das boas notícias. E logo vou me permitir o stress outra vez. Mas é verdade que a mudança no visual do blog coincide com uma mudança no meu estado de espírito também. Gostei dos tons pastel que me acalmam, suavizam a conversa, abrem espaço para a próxima inspiração. Quero deixar de ler e de assistir sem me preocupar com “ó, você não ficou sabendo??!”; quero não assistir aos furos de reportagem; quero silêncio contaminado apenas por música boa e risadas absolutamente descontroladas.

Depois, semana que vem, ano que vem, é outra coisa, outro papo. Mas por enquanto, quero a paz de quem caminha na mata de outono com céu anil e sai revigorada e serena do lado de lá.

***

Para quem quer ler algo bonito, as avós da Luciana.

12 comentários:

Caso me esqueçam disse...

acabei de vir de la, da borboleta! la eu chorei (que post!), aqui eu ri. fiquei imaginando as risadas de voces hehehe tao bom esse mundo de blogs que nao deixa a pessoa ficar em paz :)

Glória Maria Vieira disse...

ô que linda você, Rita! No comentário que fiz no poste passado, eu não deixei tão claro que EU TÔ ADORANDO o novo "visu" do blog. Tem todo o jeitinho Rita de ser, que posso absorver através dos seus postes... da sua foto ao lado... Serena, generosa, amável, um ser lindo, uma mulher incrível e uma mãe maravilhosa!

Um beijo e um abraço bem apertado!

Tina Lopes disse...

Ótimas decisões, querida, você merece, e precisamos juntar nossa trupe qualquer dia pra só rir e rir de alegria. =***

Mari Biddle disse...

Muitas mudaças legais, Rita! Gostei do novo visual do blog.Quando li o título pensei que vc tinha ido dar um tempo num sitio, chacara, fazenda (sem net) mas é quase isso.

Um beijo.

Angela disse...

Desculpe querida, mas esse comentario eh para os/as comentaristas: Gente, para quem nao a conhece pessoalmente, a risada da Rita eh Uma Risada! E as crises de riso entao, saiam de baixo!!

Angela disse...

Agora esse eh para voce: Eu tive uma crise dessa depois da segunda eleicao que elegeu Bush. O problema eh que nunca me recuperei totalmente e fiquei um pouco fora do ar ate hoje. Apesar de que, nos ultimos anos, tem sido mais por conta de outras circumstancias. Boas ferias, tao merecidas, para voce!

Borboletas nos Olhos disse...

Primeiro...que generosidade essa sua em relação ao meu post. Fiquei desejando que você tivesse conhecido minhas avós, você me lembra minha avó Pedita, ela tinha uma risada linda e eu sempre me sentia aconchegada quando ela estava por perto. Quanto à sua opção, eu entendo demais,foi mais ou menos o que eu disse no meu comentário passado...quero mais é o riso, a tranquilidade, ver a beleza e viver o cotidiano. Não é que eu esteja brincando de ser desligada, é mais uma escolha de ser contente. Que as risadas sejam muitas, que o amor seja sempre. Beijos carinhosos
Luciana

Amanda disse...

Você tem toda razão, Rita! Depois dessa maratona de altos e baixos, de emoções fortes, de surpresas e decepções, merecemos mesmo férias! Vamos assistir filmes bem bobinhos, comer bolo de chocolate e ter crises de riso infinitas! ;)

HG disse...

Aproveite! Curta! Sorria!

Amanda disse...

Minha contribuição para um texto super fofo: http://lucia-latorre.blogspot.com/2010/08/o-dia-em-que-minha-mae-transformou.html

Vivien Morgato : disse...

Eu acho que se a vida não for vista assim, fica pesada demais.;0)

Rita disse...

Oi, Luci. Também gostei muito do texto da Luciana. Já as risadas sempre saem lá do seu cafofo. :-)

Glorinha, que bom que você está gostando. Quanto aos adjetivos, preciso ser franca e adicionar uns vermelhos por aí pra demonstrar meus momentos de mau humor, impaciência, birras, hehehe. :-) Obrigada pelo carinho, viu? Mas não se engane, às vezes sou insuportável! Beijão!

Tina, não vejo a hora de fazer aquela rodinha sem hora pra acabar a conversa... nossa, vai ser bom demais! Bj!

Mari, que bom que gostou - uma chácara? Ai, quem dera! Agora fiquei com vontade, sua bonitona! Bj.

Anginha, saudades de gargalhamos juntas, eu, você e Ju, no carro, na sua casa, no ônibus indo pra Recife... :-( Quando de novo?? Buuaaaaaaaaaa!! Também choro bem, viu? Beijo!

Luciana, generosidade nada, seu texto é lindo, já li de novo, gostei demais. Viajei nas imagens das suas sertanejas, nossa, lindo, muito muito muito lindo. Parabéns!! Bj!

Amandinha, como estou excepcionalmente de folga essa tarde (delícia!), vou agora mesmo ver o texto que você indicou. Valeu!

HG, você também!

Viven, fica sim. E de pesado, basta outubro, ufa!

Valeu, pessoas. Beijocas!!

Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }