Bits and bobs


Então, afinal, fui ver o Harry Potter. Não posso falar muita coisa, foi o único da série que vi até agora e o que ficou foi: é legal, sim, bem feitinho e tal. A história é bacana, com pitadas (generosas) de Tolkien e momentos cute cute. Mas não me vejo, ainda, lendo os livros da série. Talvez eu veja os outros filmes... será? Não sei. Mas para que ninguém me chame de ranzinza, digo que é bem bonitinho, sim, e que entendo all the buzz about it. Pronto, não sou mais tão herege assim. Já sei quem é o menino. Ah, e gostei bem da Hermione (olha, tenho até personagem favorita - sou quase uma expert).
:-)

***

Daí que abrimos a mochila que o Arthur sempre leva para a escola e o que há lá dentro? Um regador, claro. Um regador de verdade, não de brinquedo.

- Arthur, por que tem um regador na sua mochila?
- Ah, o G. me deu.
- O G. te deu um regador?
- É.
- Assim, do nada?
- Nãããão, não foi assim, do nada! Você me deixou na sala de aula, eu coloquei minha lancheira no cabide, entreguei a agenda pra professora e o G. me deu o regador. Um pra mim e outro pra H.
-...

E tudo bem. Mas, né, a curiosidade e tal. Liguei para a mãe do G.

- Querida, o G. deu um...
- Deu, deu sim!
- Ah...
- É que ele tem um daqueles e queria que os amigos tivessem um igual, para cada um cuidar de seu jardim.

***

Na loja de brinquedos, o Arthur me pediu para perguntar ao moço o preço de um alienígena qualquer. Um segundo depois, falou:

- Não, não precisa perguntar! Não importa o preço, esse quem vai me dar é o Papai Noel.

E agora? Olha pro lado, diz que “Ah, é!” ou vai logo dizendo que não é assim que a banda toca?

***

De manhã cedinho Amanda fugiu para nossa cama. Chegou lindamente descabelada, com aqueles cachos todos se engalfinhando em torno de seu rostinho de menina de Renoir, olhinho inchado - não só pelo soninho inacabado, mas também por causa da última peraltice. Escalou nossa cama e cavou um cantinho ali entre os travesseiros; deitou e voltou a dormir. Eu ainda tinha uns minutinhos para curtir aqueles melhores momentos da cama quando o dia nasce e fiquei por ali, entre cochilos rasos e conferidas no relógio. Uns dez minutos depois, Amandinha embarcou em um sonho bom e sua risadinha enquanto dormia foi a coisa mais gostosa ever. Fiquei olhando aquilo e pagaria caro para poder entrar naquele sonho e conhecer o motivo por trás daqueles giggles tão gostosinhos. Risadinha de prazer, como quando ela acha muita graça em alguma parte de um desenho animado. Ria, dormindo, enfeitando meu dia sem o menor esforço. Linda, apaixonante, minha menina.

12 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Não tem nada, nada tão fofo como nossos pixototinhos dormindo e sorrindo. Que post lindo, lindo, tão terno, tão bom. Bjs

Claudia Serey Guerrero disse...

Lindo demais né? Eu durmo com o babyphone de lado... Henri ri muito à noite... mas eu sei com o que ele sonha hihi pois ele vai falando e gargalhando tambem hahaha.. eh de Bouboule, do Pompine (como ele chama o pompier (bombeiro) e todo seu mundo de brinquedos... Ei adorei os regadores!!!!!!!!! :) Arthur ja ta cuidando do jardim? essas crianças sao surpreendentes! beijinhos, Claudia

Ana Duarte disse...

Rita, que post gostoso de ler :-) Aqui na França ta fazendo um frio de matar e ler algo sim logo de manha me ajudou a dar boas risadas!!kkkk Ahhh adorei a parte do papai Noel, so que sinceramente nao saberia o que fazer, foi tao fofo a maneira como o Arthur disse que acho que nao conseguiria...rs
Quanto ao Harry Potter, tenho que te confessar que gosto bastante, e logo que cheguei aqui na França li todos os livros pra treinar meu francês, visto que tentei logo de cara Balzac e nao conseguii, hehehe (tb forcei né). Entao me rendi aos 7 livros da série e posso dizer que sao bem melhores que o filme...e bem escritos, claro que nao da pra comparar à um classico, mas é uma trama que te prende, enfim pelo menos eu rsrsrs!
Bjos bjos

Patricia Scarpin disse...

Teus pequenos são um barato, Rita, cada um à sua maneira. Que post gostoso de ler!
xx

Luma Perrete disse...

Achei uma graça o post. Ri com a história do regador. E me identifiquei com a do Papai Noel hahaha

Eu gosto de Harry Potter. Li todos os livros e vi todos os filmes. Como sempre, os filmes nunca conseguem ser tão bons quanto os livros, mas esse último chegou bem perto. Se bem que deve ter ficado meio confuso pra quem não conhece a história, porque eles foram jogando personagens e coisas que ainda não tinham aparecido nos filmes, mas que são importantes nos livros. Acho que foi para agradar aos fãs.
Sobre os livros, eles os primeiros são bem infantis e a trama é bem simples, mas depois a história é desenvolvida de tal forma e a trama fica tão sombria e complexa. Não tem como não se apaixonar.

Ana disse...

Que bom q vc gostou do filme! Eu li alguns dos livros e assisti os filmes com meu marido e outros com ele e minha irma (os dois fas da serie, apesar q o marido nem leu os livros...). Meu marido tbem sugeriu me arrastar p/ ver o filme novo... e nem eh aniversario dele! rs!
Adorei o post Rita, que graca seus filhos. Eu sou como voce, adoro ver meu pequeno dormir... eh tao gostoso.
E quando eu dou uma passadinha no quarto dele, dou um beijinho e falo baixinho "boa noite, love you" e ele responde dormindo mesmo "love you too".... ai, eu derreto!
Uma delicia ser mae nao eh nao? Eu amo!
Bjs!
Ana

Tina Lopes disse...

Ai que post gostosinho, e vc não quer ser reconhecida como "doce Rita". Rá. Quanto ao Papai Noel, ontem Nina voltou atrás nas Monsters High e disse que ia pedir mesmo a câmera digital Fischer Price (sabem com nome e sobrenome, ai que ódio). Eu disse NÃÃÃÃO porque é mais cara que a câmera que EU quero comprar pra mim. "Não, é muito cara, essa não dá". E ela "mas é presente de Natal, mãe, afe". E eu "mas quem paga sou eu". Ela arregalou os olhos e eu emendei - a gente encomenda pro Papai Noel, ele traz se vc tiver sido boa menina o ano todo, mas depois vem uma conta, minha filha. E fugi pro banho.

Mari Biddle disse...

Ai, Rita, eu já imagino vc pegando o fone, ligando para a mãe do G., toda delicada daí vc descreve sua filha sonhando e rindo, e eu tenho certeza de que vc é 'doce'.

Infelizmente minha criança tá crescendo e dia desses constatei que o cheirinho de bêbê já era. Ainda tem os cachinhos mas, sei não, tudo pode acontecer. Vamos colocar eles numa redoma? É muito selffish, néam? Mas dá vontade de eternizar esses momentos.

Tina, vc não existe! Rachei!

Danielle Martins disse...

Só tive coragem de assistir um e não me pergunte qual... rsrs
Seu jardim vai ficar ainda mais bonito com o regador do Arthur, acho que vou comprar uns pra dar de natal, boa dica de presente! rsrs
Beijos!

Rita disse...

Posso dizer que gostei demais dos comentários de vocês - e que volto mais tarde para respondê-los? Meio corrido o negócio aqui agora. Juro que volto. Obrigada pelas andanças e pitacos. Beijos,
Rita

Iara disse...

Pô, mais tem gente que não se enxerga! Faz um post todo cutcut, todo owwnnn do começo ao fim, e depois não quer que o povo ache que ela é doce. Capaz, né, dona Rita? ;-)

Brincadeiras a parte, o amigo do Arthur deve ser tão fofo qto ele, né? Nhóim!

E sobre o Harry Potter, assisti todos os filmes que já tinham saído quando eu morava na França, por conta da Lola, a menina que eu cuidava. Acho que tinham uns 3. Achei legalzinho, não fujo, não evito, mas não corro atrás, manja? Até leria os livros mas, putz, com tanta coisa q me interessa mais e tendo os dias só 24 horas, não rola.

Bjo!

Rita disse...

Borboleta, é muito bom vê-los dormindo, sim. E rindo, então...

Claudinha, muito fofo seu gatinho, viu? Não olhe agora, mas o regador dado com intenção tão nobre funciona, por ora, como um recipiente de "óleo" com o qual a Amanda lubrifica a casa inteira. Não me pergunte.

Ana, meu marido gosta bem do HP. Leu todos os 7 livros em menos de dois meses... e viu todos os filmes, alguns mais de uma vez. Oh well, quais as minhas chances de não ver mais um pouco? :-/

Patricia, obrigada, querida. :-)

Luma, oi! Vide comentário para a Ana aí em cima - será que vou sucumbir... Meu marido fala a mesma coisa sobre a qualidade ser melhor nos últimos livros e tal; diz que eu me surpreenderia, que é bem escrito, etc. Quem sabe. Não me fecho pra nada, tá valendo. Depois te conto...

Ana, bonitinho o love you do seu filhote, dormindo, óóó, que fofo! Adorei. :-)

Tina, ri muito com seu comentário. Uma amiga também andou falando pra filha algo interessante, que os pais ajudam o Papai Noel quando ele precisa, etc. Só eu fico com cara de paisagem... Da próxima vez vou dizer algo revolucionário e vou fugir pro banha também, espera só.

Mari, ai, nem me fale do tal cheirinho de bebê... mas eu vou te falar que, cheirinho à parte, estou adorando essa fase de descobertas e leituras e sacadas e saias-justas. Tudibom, tema não.
:-)

Danielle, vai fundo nos regadores - não esquece de perguntar se todo mundo tem jardim! :-)

Iara, sua linda. Olha, o amigo do Arthur é uma coisinha, viu? Outro dia a mãe dele tava falando para ele não reclamar não sei do quê, que nem toda criança tinha acesso a tudo e tal; e ele perguntou por que Deus não dava logo um jeito na vida de todas as crianças.. Amo.

Gente, obrigadinha pelos comentários fofíssimos. Beijocas procês todas.

Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }