Não se fala em outra coisa - e olha que a gente tenta



Você já pode votar no Segundo Turno a partir de hoje! Calma, estou falando da final do Concurso de Blogueiras do blog da Lola. :-) Foi tão engraçado isso, né? Nossa.

Bom, eu já agradeci, mas vou agradecer again and again: muito obrigada por terem votado no Menina Pode, Sim. Vocês fizeram dele o post mais votado das quatro etapas iniciais, olha que chique! Bom, sabe como é que é, segundo turno é mais tenso, os ânimos estão acirrados e... ah, não, estou falando de outra coisa, desculpa. Bom, quem ainda não leu todos os textos que passaram para a final pode fazê-lo agora. Somos doze blogueiras por lá, cada uma tagarelando sobre as origens desse tal feminismo. Vale ler, visitar os blogs e, para quem não vê a hora de 31 de outubro chegar, votar. Participem, o melhor dessa história toda é a troca. Tem blog bom por aí, vão por mim.

Obrigadinha de novo. Quero que entendam que minhas alianças são feitas pensando na governabilidade e que meu vice nunca teve pacto com o demo... ah, não, isso é outra coisa de novo. Vão lá. ;-)

11 comentários:

Anônimo disse...

Oi, Rita!!!

VOTEI, VOTEI, VOTEI!


Finalmente consegui me redimir daquele momento em que, por absoluto descompasso com a velocidade internética (ainda passo dias e dias sem abrir e-mails), não pude fazer jus ao seu blog.

Quero deixar claro que, descompassos internéticos (ou internáuticos, sei lá) à parte, seu blog foi uma novidade para mim, em todos os sentidos. Primeiro, porque eu não tinha o menor costume de lê-los. Segundo, porque justamente um pouquinho antes de você iniciar sua escrita, eu havia adquirido um livro cujo nascimento veio, exatamente, de um blog. E, de fato, a linguagem acessível e o caráter democrático desta forma de expressão combina muito com nossos anseios de mães, mulheres e profissionais com amigos e amigas que vivem longe e que não têm muito tempo para estar juntos. GOSTEI.

Falando em democracia, também é legal a coincidência de tempos entre o voto que eu te dei e o momento eleitoral do país.

Mas eu votei na Marina.

Como você mesmo disse que alguns queridos amigos também votaram, e gostaria de saber o motivo, dou o meu.

Após anos a fio votando no Partido dos Trabalhadores não posso negar que gostei muito de muitas das mudanças pelas quais passaram nosso país. Mas ainda não sei até onde, exatamente, isso veio somente da força de um homem e seu partido ou até mesmo de um grande empurrão impulsionado por um movimento global que coloca a todos em uma vitrine-viva. Há escolhas e há avanços, não podemos negar, mas essa política de bolsa-tudo ainda não me convenceu totalmente. Como também não me convenceu a atitude de alguém que tanto criticou a CPMF mas não abriu mão dela tão fácil quando chegou ao poder. Entre outras pequenas coisas. Enfim, são as incrongruências da política e transições podem ser assim mesmo, talvez...

O que acho é que a Dilma, por si só, se revelou muito mais uma "falta de opção" do PT do que A MELHOR opção. Minha opinião, deixo bem claro. Trajetória por trajetória, considero sim, a da Marina mais coerente e consistente.Pessoal E POLÍTICA.

Finalmente, não querendo entrar na discussão de quem fez ou deixou de fazer pacto com quem quer que seja (fato ou boato, quem provará?) e respeitando, sim, as diferenças, não posso me eximir da trilha que assumi para minha vida. Então penso que é interessante que um governo não seja fundamentalista. Embora eu, pessoalmente, preferisse alguém que tivesse uma visão espiritual similar à minha, entendo que um governo possa ser laico, contanto que seja ético. Porque de tudo se prestará contas um dia, de um jeito ou de outro.

O caso é que a coisa complica mais ainda - já que o assunto enveredou para essa esfera - quando uma candidata ao governo de um país "bola da vez" como é o Brasil, dada sua interculturalidade, riqueza natural e influência política dentro do contexto sulamericano faz comentários "toscos" envolvendo a figura humana que representa o ideal espiritual de inúmeros daqueles a quem ela mesma pretende representar. Senão desrespeito, um despreparo primário.

Aqui na Paraíba o candidato a governador que se achava o bam-bam-bam, que tinha (TEM) a máquina governamental na mão e certo de que levaria o pleito no primeiro turno, foi o ÚNICO GOVERNADOR DO BRASIL a não comparecer ao debate final da campanha. E ainda disse que "não tinha interesse". Ele estava muito seguro de si... Mas o povo não quer mais saber disso, não.

Fazendo uma breve analogia, quem sabe a Dilma também não pecou por excesso de confiança? E quer saber, se é prá respeitar, o mesmo Cristo que ela disse que não tirava a candidatura dela, foi o homem mais ético que já passou por esse planeta. E sempre foi humilde prá caramba, mesmo sendo quem foi.

Bem, isso é o que eu penso.

No seu texto, que fala de nós, mulheres, eu já votei. Quanto à política nacional, ainda não sei o que vai rolar no segundo turno. Mas a mulher Dilma bem que podia aprender essa lição.


Beijos, cunhada!

Rita disse...

Lilian, obrigada, querida.

Esse lance das bolsas é sempre mencionado nos comentários que criticam o governo Lula. Acho interessante, talvez me arrisque a escrever algo sobre isso. Te aviso se o fizer e a gente papeia mais, tá?

Beijos
Rita

Borboletas nos Olhos disse...

Rita, minha cara. Já votei. Não vou nem dizer que foi no Menina pode sim (rsrsr). E, já está lá no vermelhinho blog, um grande orgulho, um guest post que veio de Lisboa mostrar que a indignação, a doçura e a capacidade de se reinventar está em um monte de lugar: As Origens do Meu Feminismo versão portuguesa...
http://borboletasnosolhos.blogspot.com/2010/10/va-fazer-cama-guest-post-de-alem-mar.html.
Beijos e beijos

Borboletas nos Olhos disse...

Querida, você já deve ter lido, mas é tão preciso que resolvi trazer aqui:
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101002/not_imp618576,0.php

Rita disse...

Oi, Luciana.

Vou lá conferir o guest post do Borboleta. E, sim, li o maravilhoso texto da jornalista do Estadão. Lindo, lindo. Estou pensando em elaborar alguma coisa sobre o programa bolsa-família do governo, tomara que eu consiga. É que algumas leitoras mencionaram sua desaprovação em relação ao que os oponentes do Lula adooooram chamar de bolsa-esmola. E aí, como a desinformação é evidente, acho que sempre vale a pena comentar sobre isso. Porque muita gente critica pela imagem que tem de um monte de gente "que não precisa mais trabalhar" porque, né, ficou "rica" às custas de quem paga imposto, mas nunca se deu ao trabalho de ler uma linha sobre o programa ou sobre os efeitos que ele tem nas muitas comunidades beneficiadas (não é necessariamente o caso de todas as leitoras que criticam o programa, mas é o caso de muita gente que vejo por aí. Muita.)

Beijos
Rita

Borboletas nos Olhos disse...

Rita, acho uma excelente iniciativa. E gosto dos seus posts desse tipo porque são esclarecedores sem serem excessivamente didáticos ou pretensiosos (ou arrogantes como um meu provavelmente seria). Estou feliz hoje. Eu não tinha compreendido antes que a juventude de hoje não é a minha. Irresponsavelemente eu naturalizei uma dimensão social. Mas ontem, na sala de aula, passei cerca de uma hora fazendo uma retrospectiva da História do Brasil desde a eleição do Janio Quadros até hoje, narrei como foi minha vida estudantil em uma Universidade Federal na década de 90, depois fiz um debate com os alunos sobre as intenções e motivos de votos e muitos se colocaram numa postura reflexiva. Hoje recebi emails individuais agradecendo as informações e a oportunidade de ver a situação em outra perspectiva e alguns com expressa declaração de mudança de voto e engajamento na campanha. Eu não tinha percebido que quem tem 20 anos hoje cresceu no governo Lula e sequer tem uma visão clara do que era o Brasil 10 anos atrás. Um grande e vermelho beijo,

Patricia Scarpin disse...

Parabéns, Rita! Torci tanto por você!

Palavrácido disse...

Gostei muito do que vi por aqui,
são ótimos defesas e causas.

Estou a te seguir, beijos graciosos.

Dan

Rita disse...

Patricia, querida, obrigada! Agora tem a final. :-) Beijinhos, linda.

Dan, seja muito bem vindo, obrigada pela visita. Vá ficando que aqui a gente adoooora conversar. :-)

Rita

Angela disse...

Votei, claro :)

Rita disse...

Obrigada, Anginha. :-)

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }