Arthur e o perfil de Papai Noel


Papai Noel, lendo o Estrada Anil, feliz com o Arthur: "ho ho ho, esse é meu garoto!".

Noite de sábado. Enquanto Amanda pinta, pinta, pinta, Vovó, Arthur, Ulisses e eu jogamos Perfil (edição Júnior).

ARTHUR: - Minha vez! "Sou um personagem".
VOVÓ: - Eu peço a dica! Hum... dica 7!
ARTHUR: - Hum... deixa eu ver... dica 7: "Recebo muitas cartas".
VOVÓ: - (Pensa, pensa, pensa...) Papai Noel?
ARTHUR: - Isso! Acertou!!

Segue o jogo, rodada após rodada. De repente, Arthur olha pro nada, com aquela cara de quem está refletindo sobre algo muito importante. E sentencia ("eles" = pessoal que criou o jogo):

- Mãe, eles erraram. Papai Noel tá em "personagem", mas ele tinha que estar em "pessoa", ele existe de verdade. Tá errado, eles se confundiram!

Momento tenso. Silêncio. Após 3 segundos, Ulisses e eu, em uma só voz:

- É verdade, filho. Eles erraram.

***

Não tivemos coragem. Ainda não.

6 comentários:

Vivien Morgato : disse...

ahahahahahh....que bonitinho.;0)
Eu nunca acreditei em papai noel, Daniel tb não. Preferi ensinar que era um personagem de historinha, balablabla.

Eu estava no Rio, indo com minha prima passear: nossos filhos, então crianças, no banco de trás.
Absolutamente do nada, Matheus diz pra ela:
- Mãe, a gente combinou de nunca mentir, certo?

- isso, filho.

- vc sempre fala a verdade pra mim, né?

- claro, Matheus.

-.....

-.....

- Mãe....se eu descobrir que papai noel não existe...vc vai ver.

-....

Borboletas nos Olhos disse...

Ué, escrevi ontem um comentário, mas não ficou, acho...meu filhote acreditou lindamente me Papai Noel até os dez anos. O tal Noel só deixava lembrancinha simples e barata, mas ele curtia enormemente, valorizava muito, era uma gracinha. Quando deixou de acreditar foi uma coisa tranquila e sem choque.Não tenho pressa em acabar a fantasia, a vida também precisa de imaginação pra ser vivida.

Patricia Scarpin disse...

Ai, que fofo, Rita! E adorei o que vc e o seu marido fizeram. :)
A Jéssica acreditou em Papai Noel até uns 7 anos, e foi bem gostoso.

Rita disse...

Olá, pessoas.

Vivien, hahahha, adorei o papo-cabeça e a ameaça que você narrou! Beijos!

Oi, Borboleta. Deixo a fantasia rolar, sabe? Ele acredita em Coelhinho da Páscoa também. Eu vou levando, sei que um dia ele vai perceber e vai ser, provavelmente, como foi pra mim, sem qualquer stress. Bj!

Patricia, querida, olá. Ah, seria uma crueldade falar assim, na lata. Ele vai perceber um dia, como todo mundo percebe. Né?

Beijocas!
Rita

Sinara disse...

UFA!!!! Momento tenso aqui também... Ainda bem que vocês confirmaram... Deixa a inocência dele viva mais um tempinho... Tão lindo... Bjs!

Rita disse...

Oi, Si. Hihihi, quanta tensão nesse mundo, né? Não foi dessa vez, ainda não.

Beijitos

Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }