Nós, vós, elas



Eu adoro blogar. Cheguei meio atrasada, em uma fase que, dizem, é de crise para a blogosfera, quando tanta gente já disse tanto, tanta gente boa já disse a que veio e tantas outras até já pararam de dizer. Sou assim e, que fique muito claro, estou bem assim, não gosto das ansiedades que nos empurram numa correria tresloucada à cata das últimas novidades da moda, da mídia, da net, então meu atraso é real, mas é sem dramas. Meu ritmo é outro, não gosto de corridas e se me sentir obrigada a ser antenada, sinto um impulso irresistível em ir dormir. Então cheguei depois, mas cheguei. Não qualifico meu atraso como mérito - pelo contrário, quero mesmo é saldar quem chegou primeiro. Mas é verdade que meu único lamento se volta ao tanto de papo bom que, hoje vejo, perdi. Mas, de novo, sem ansiedades porque a vida é mais.

Gosto de blogar pelo prazer de escrever minhas pequenices, mas, principalmente, pelo tanto de horizontes que a blogosfera tem aberto para minha enferrujada cabeça mergulhada em rotinas não pensantes. Há também o lado pensante, amante e emocionante da rotina, sim, claro, não reclamo assim como quem não tem comida no prato. Não é o caso, mas entenda-se, a gente sempre quer mais. E tenho encontrado na blogosfera um tanto bom desse mais. E hoje falo especificamente da mulherada.

Tenho descoberto gente boa todo dia. Assim, todo dia. E é um alento, num país onde se lê tanto absurdo na imprensa mainstream (alerta, termo usado com desconforto), ver que não precisamos mais morrer de sede. Porque a blogosfera ainda nos presenteia com muita gente lendo além da superfície, socando as paredes da cegueira, chacoalhando um status quo que insiste em reduzir a mulher a enfeite. Para mim, é um deleite essa conversa toda de blog em blog, essa corrente de cabeças questionadoras e tão iluminadas mostrando um lado muito mais gostoso de “ser mulher”, seja como for que você interprete isso. É uma delícia para mim, que ando afastada do lado bom da academia - aquele das discussões que enchem nossa alma - ver que posso resgatar um tanto bom desse prazer aqui mesmo, no laptop. E com uma vantagem avassaladora: são discussões impregnadas de cotidiano, de experiência concreta, de trocas verdadeiras.

É, hoje estou encantada pela blogosfera e por todas suas vozes femininas afinadas (nem sempre no mesmo tom, olhe lá, que os mundos são grandes e cada mulher é um deles), mostrando para quem quiser ver que é passada a hora da superação de modelos arraigados que enquadram a mulher em subcategorias, como se não fôssemos portadoras de nossas próprias vozes.

Então quero aproveitar o carinho bom da querida Borboleta e, no eco de discussões mais que pertinentes que invadiram a blogosfera nos últimos dias, em torno da violência contra a mulher, deixar aqui uma listinha de blogs feministas, femininos e felinos. De novo, é uma lista atrasada, indicações que por muitos/muitas serão recebidas com “eu quero é novidade”; mas tenho certeza de que ainda há muito barulho bom para saltar de dentro desses blogs. Alguns são muito antigos, com um acervo enorme de boas leituras, mosaicos ricos de discussões imperdíveis; outros são mais recentes, mas igualmente iluminados. Em comum, a recusa corajosa e objetiva em não se limitar a modelos criados lá no Jardim do Éden para nos enquadrar em redomas, moldes, molduras; e o entendimento, que, penso, deveria ser óbvio, de que somos indivíduos atuantes e que queremos compartilhar a construção da estrada - mas só se for de igual pra igual.

Uma listinha bem dourada pra vocês:

blog da Cynthia
blog da Denise
blog da Jux
blog da Maria
blog da Mary

5 comentários:

Jux disse...

oi Rita-Ritíssima!
Obrigada pelas visitas e 5500 vezes obrigada pelo carinho!

Meu sótão virtual é novo - aliás, vai fazer aniversário dia 24/07 - , mas os desejos de rascunhar me acompanham de longa data, desde 2003 (no antigo blogger)... bloguei muito, parei e agora retomei!

Tantas cousas me deixam indignada nesse mundo (e com um desejo gigante de mudar o mundo), tantas cousas pra escrever, pra ler... digo que nos últimos 12 meses minha visão de mundo se ampliou demais, graças a casinhas virtuais como a sua, por exemplo!
=)

e... cá estou!
E se contar que ando curitndo o "molho" nessa ilha chamada "da Magia", Floripa, ou, como apelidou um amigo-mais-que-fofíssimo, "Patópolis"!

Apareço sempre pra ler suas idéias tão bacanas...

Apareça sempre lá no meu sótão, com direito a chá e bolachinha!

Bejukkkas!

Borboletas nos Olhos disse...

Querida Rita, hoje é dia do amigo! Beijos e beijos comemorativos. Sabe, eu também sou neófita neste meio blogger, o borboletas mal completou um ano e os outros são ainda mais jovens, todos de 2010. E, tal como você, a única coisa de que sinto falta é de todas as coisas que não li antes. Mas até nisso sou paciente, vou lendo de frente pra trás. E toclas, como diz um amigo meu. Tenho a impressão que qualquer dia vou ter que deixar de trabalhar de tanta coisa que vou juntando pra ler...como essas suas lindas indicações. Mais beijos

Rita disse...

Oi, Jux, vizinha. Vamos lá, de chá em chá, tocando as conversas. Bj e obrigada pela visita, venha sempre, a casa é sua.

Borboletilda, feliz dia do amigo procê também! Vi o povo falando e comemorando, mas sou uma coisa pra datas, viu... sei lá, ando me desapegando um tanto disso tudo. Não sei se é bom ou ruim, mas tá rolando. Seja como for, obrigada e que suas amizades valiosas só aumentem e se fortaleçam, sempre.
Beijos,

Rita

Cynthia disse...

Obrigada pela indicação, Rita! Adorei!

Sempre te leio, mas passo aqui caladinha... adorei suas fotos e dicas de Londres, e vou direto nesses posts quando quero matar a saudade de lá...

Rita disse...

Cynthia! Seu comentário me deixou feliz feito criança que ganha pirulito. Honra grande saber que você caminha por aqui, nó! Vou ficar fofa por uns dois dias, tá? :-)

(Confesso que de vez em quando eu mesma navego pelas fotinhas de Londres, só pra garantir que não vou esquecer de voltar.)

Beijos
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }