Como assim?




Sabe o que vi na Veja outro dia? (Não, não leio a Veja assim, com frequência; e quase sempre me arrependo quando leito, mas eu estava no consultório do dentista e era Veja ou Caras). Pois bem, li que o ator Mel Gibson anda enrolado com uns papos de violência contra sua namorada, xingamentos, algo assim. Mas nem é esse meu ponto. Quero contar pra vocês como termina o texto que fala do assunto: algo como ele não é o tipo de cara que merece ser esfolado como um suíno? Oi? Aí na mesma página há algo sobre os cabelos da modelo Naomi Campbell, acho. Não lembro do que falava o texto, mas lembro do final: algo como ela não devia tacar um celular na cabeça dele, só pra começar? Como?

Tem escola que adota a Veja como material didático. Socorro. Se isso não é incitação à violência, alguém define o termo pra mim?

Nem vou gastar meu latim falando o que acho da revistinha. Mas, mesmo assim, fiquei de cara. Ainda bem que papel é reciclável.

9 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Entre Caras e Veja...você estava em maus lençóis. Há tempos que tento entender como esta revistinha pernóstica se passa por jornalismo sério. Cansa. Agora pelo menos respiro melhor, você lembrou muito bem: papel é reciclável.

Patricia Scarpin disse...

Nossa, a Veja acabou faz tempo. Mas eu não sabia que estava tão decadente assim. Que horror, Rita.

Tá melhor, querida?

Beijo!

Tina Lopes disse...

Cruzes! Inacreditável.
Fico com a Caras, pelo menos a gente sabe que César Filho e esposa estão sempre felizes. ;)

Luciane Curitiba disse...

Até ia comentar, mas depois de ler o comentário da Tina só consegui dar risada. . . kkkkkkkkkk. Bjo!!

Rita disse...

Borboleta, pois é, pelo menos isso, né? #reciclável

Patricia, querida. Estou, sim. Não agora à noite, não muito. Mas à noite as gripes sempre pioram um pouco, ne? Não há de ser nada. I'll survive! #drama

Tina, :-D Sem falar no sensacional castelo de caras! Alguém me explica o que aquele povo todo vai fazer lá?

Luciane, a Tina é ótima, rainha das boas tiradas. Ei, Dona Luciane, cadê seu blog??!

Beijocas (de longe)
Rita

Nakereba disse...

Nossa! Como você conseguiu encontrar um artigo na Veja em meio a toda aquela propaganda? Ler Veja é como assistir aos canais de compras (Shop TV, Infoshop, etc.) na esperança de que a qualquer momento vai começar um debate interessante sobre algo sério. rsrs

Luciane Curitiba disse...

Pois é Rita, estou ensaiando há tempos o bendito blog, mas agora (último ano da faculdade), tendo que conciliar casa, trabalho, duas filhas, maridão, aulas de sax e demais afazeres, ando com medo de dar o "pontapé inicial" e não conseguir dar conta, sabe? Quero fazer um blog bem-feito, agradável, e atualizado, né?! Vai levar mais um tempinho, hohoho!!Bjoca!

Vivien Morgato : disse...

Tem um blogueiro que não escreve Veja, porque diz que não escreve palavrão no blog...rsrs
Quando citam aquela m*** em escolas - coisa muiiiito comum - eu espano, é deprimente.

Rita disse...

Oi, Nakereba! E olha que a quantidade de propaganda é o menor dos problemas... Bj!

Luciane, querida, filhos, curso, casa, trabalho... é, seu blog pode esperar, ne? Eu espero aqui. Beijo!

Vivien, querida, tudo bem? Pois é, tem coisa melhor no mercado para se levar pra sala de aula, não tem não? Acho que sim.

Valeu, pessoas!
Inté!
Bj,
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }