O vento levou

Amanda e o bougainville, de mãos dadas.

A foto acima foi tirada em setembro do ano passado. Amanda sempre pedia para pegar as florzinhas do bougainville do vizinho que se derramava sobre a entrada da nossa casa. Eu costumava dizer que só ficávamos com o lado bom da planta, seu colorido vivo na época da floração. Não precisávamos nos preocupar com a poda ou regá-lo, nada disso. Nossos vizinhos generosos tratavam de mantê-lo e a nós só cabia a parte boa de apreciá-lo embelezando a frente de nossa casa (é verdade que, de vez em quando, tínhamos de dar uma aparada básica nos galhos mais abusados que, se deixados por conta própria, certamente tocariam o chão). Ainda tínhamos nosso próprio tapete vermelho cada vez que a árvore se desfazia de suas pétalas e elas cobriam a rampa de acesso à nossa garagem.

Há algumas semanas minha mãe nos contou da forte tempestade que caiu sobre Florianópolis. Chegamos a telefonar para a pessoa que estava tomando conta de nossa casa para saber se estava tudo bem. Só ficamos sabendo da queda do bougainville quando voltamos para casa na semana passada. Nosso vizinho nos contou que o vento derrubou a árvore e danificou o portão e parte da mureta da casa deles. Felizmente ninguém se feriu, mas não temos mais nosso tapete vermelho nem os galhos floridos derramados sobre nossa casa. E nossos vizinhos não têm mais a árvore linda deles. Pena. Eu já gostava muito da foto (por causa da outra florzinha), mas agora ela tem um valor a mais.  

6 comentários:

Paula Betzold disse...

Oi vim conhecer eu blog, lindo o buganville, me lembrou os que tivemos na casa onde morei!!! beijinhos!!!!

Nakereba disse...

A flor conversando com as flores. Lindas!

Caso me esqueçam disse...

eita, uma pena! o brasil tah doido mesmo. ha umas semanas, meus pais receberam meu tio que mora na bahia. tavam felizes, mas dai ele teve que voltar as pressas por causa de uma chuva que deu em feira de santana e que alagou a cidade.

quando ele chegou la, encontrou a oficina da qual ele eh dono debaixo da agua. perda total. ele disse que soh nao ficou mais desesperado porque teve que consolar o socio que nao parava de chorar. ainda assim ele fez piadinha dizendo que foi engracado ver as cadeiras de plastico da igreja universal boiando pelo rio. hehehehe

Caso me esqueçam disse...

eita, e quase que a gente inventou de fazer o blog no mesmo dia, hein! hehehe parabens pelo teu!

vida longa e posts frequentes! =*

Rita disse...

Oi, Paula, seja bem vinda! Fique á vontade, a casa é sua.

Nakereba, não é?

Luci, oi! As cadeiras de plástico... hehe... maldade. Mas o tempo anda doido mesmo. Mas ninguém pode dizer que está surpreso, né?
Obrigada pelos parabéns; coisa boa esse negócio, viu. O vício, o vício.

Beijos!
Rita

Anônimo disse...

name of free dating site http://loveepicentre.com/contact/ is audrina still dating ryan cabrera
sim naughty dating games page 1 [url=http://loveepicentre.com/taketour/]dating for teens website[/url] super speed dating
fat men dating [url=http://loveepicentre.com/success_stories/]nigirian dating scam[/url] black and white women dating [url=http://loveepicentre.com/user/br305/]br305[/url] cowboys dating

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }