De monstros e heróis


Hoje vi no blog da Patricia que vai rolar um remake de Fúria de Titãs. Foi como ser sugada por um túnel do tempo cheio de mosntros, medusas e estátuas gigantescas.
 
Acho que assisti a Fúria pela primeira vez em um sábado à noite, na época em que a globo exibia filmes no Primeira Exibição*. E acho que mantive o queixo despencado durante todo o filme. Depois vi de novo inúmeras vezes na Sessão da Tarde - e outras tantas vezes no vídeo cassete* na casa da minha prima, durante as férias de verão. Era sempre um deleite. Tudo no filme era extremamente mal feito, os monstros eram os primórdios dos robôs cinematográficos, as cenas de inundações mostravam descaradamente que se tratavam de maquetes minúsculas, nada convencia ninguém. Mas o filme, assim como a mitologia que ele retratava, era mágico. Para nós, criancas, era o surprassumo da diversão. Torcíamos aos gritos por Perseu e vibrávamos como torcida de copa quando ele fazia a Medusa provar de seu próprio veneno mostrando-lhe um espelho. Yeeeeeeeeeah!! Vire pedra você, sua bruxa!!

Eu gostava de tudo: da coruja de lata e seus barulhinhos, das cobras medonhas na cabeca da Medusa, de Pégaso então, ah, Pégaso!, da barca de Caronte, o porteiro do inferno. Agora mal consigo esperar para rever essa delícia de obra prima dos meus tempos de menina descabelada (quase uma Medusa, eu diria) - e já imagino os efeitos de tirar o fôlego... mas, pensando bem, será que vou reparar nos efeitos? Tenho cá comigo um pressentimento de que a nostalgia vai bater forte e vou ficar ali no escurinho da sala do cinema só viajando em lembranças boas de tempos quase tão longínquos quanto a própria Grécia de Perseu.

Depois só faltam refilmar Digby, o Maior Cão do Mundo. Lembram?

***

Glossário para quem não era criança nos anos 80: 

Primeira Exibição - o Tela Quente da época

Vídeo Cassete - o DVD player da época

Fúria de Titãs - o Avatar da época (forcei, né? Só um pouquinho. Mas quem tava vivo assistiu.)

5 comentários:

Angela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Angela disse...

Bom todo e nem sei se vou conseguir gostar do novo mais do que do velho. Acho mesmo que vou gostar o mesmo tanto, so de um modo diferente!

Claudia Serey Guerrero disse...

Eu adorava esse filme, tambem assisti um zilhao de vezes, meu pai gravou esses dias na sessao da tarde hihi para mostrar aos netos hihi, mas eu tinha era medo daquela Medusa (eu fechava era os olhos na hora que ela aparecia hihih), e lembras das 7 faces do Dr. Lao.. muito bom tambem! beijinhos, Claudia

dri disse...

olá Rita, cheguei no seu blog seguindo o link da Ada. Não lembro de ter assistido Fúria de Titãs mas o Digby é inesquecível. Tanto que outro dia peguei na locadora pra rever tamanha fofura :)

Rita disse...

Oi, pessoal!
Anginha e Claudia: tenho certos receios em relação ao remake também; acho que vou ser como gente velha mesmo: "no meu tempo era muito melhor", cof cof. Claudia, mostrar para as crianças de hoje vai ser ótimo pro seu pai, mas avise a ele para se preparar para as carinhas de deboche.. hehehe.

Oi, Dri, seja bem vinda, venha sempre! Você conseguiu Digby na locadora?? Em DVD? Vou procurar já!

Beijos!
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }