Eu acho

Eu acho que a gente bem que poderia fazer um pouquinho mais de barulho, sabe? Porque se a gente parar e pensar, é maior que uma copa, que uma medalha de ouro. É, de certa forma, a celebração do fato de que muitos brasileiros saíram da miséria nos últimos anos e que a economia do país não precisou se quebrar para que isso acontecesse. O país não está cor-de-rosa, não é o caso de armarmos a rede e botarmos os pés para cima. Mas se o melhor argumento do contra for algo na linha "Davos precisava do Lula lá para ficar bem na foto', respondo: ué, e se for, isso é pouco? Sete anos atrás, Lula não era ninguém em Davos. Hoje é quem faz a foto ficar bonita. Olha só.

E estou orgulhosa, sim. Então acho que falaram pouco, comemoraram pouco, noticiaram pouco. E aí parece boicote. E acho uma pena enorme que aquele menino que nasceu lá no Sertão, aparentemente condenado à miséria e à eterna invisibilidade, tenha ficado doente bem no dia de embarcar para ler um discurso tão lindo em uma ocasião tão especial. E eu também queria viver em um mundo onde o Fórum Social tivesse mais poderes que o Fórum Econômico, mas isso em nada invalida a premiação. Ora, a gente torce até pro Oscar! Então acho que é algo merecedor de muita comemoração, sim. Mas fico com essa incômoda sensação de que quem está lá fora reconhece mais o valor da coisa do que nós que estamos aqui e que somos os verdadeiros premiados. Sei lá, fica parecendo que um monte de gente que nem sabe onde o Brasil fica no mapa reconhece mais nossos avanços do que nós.
  
Eu acho.

6 comentários:

Anônimo disse...

Eu também acho!

Rita disse...

Não é?? Então.

Nardele disse...

Oi Rita,

Comentei seu comentário lá no blog! Eu também acho, concordando com o anônimo (meio lacônico!) aí em cima. Lamentável ele ter tido esse mal-estar justo quando recebe um título tão merecido e honroso. Teria tido bem mais impacto se ele lesse o discurso (e que lindo discurso, quase posto na íntegra lá no blog). Sou uma admiradora de Lula acima de qualquer coisa. E concordo, os brasileiros dão menos valor às conquistas dele do que os outros.

Já andam dizendo por aí que a hipertensão de Lula é "mérito" de Serra. Bem, fora o fato de que a cara do Serra dá mal-estar em qualquer um, é muita má vontade de quem diz.

Beijo!

Rita disse...

Oi Nardele

De vez em quando eu me incomodo com umas companhias do Lula, sabe; mas acho inegável o fato de que ele fez um bom governo, que hoje temos um número significativo de famílias em melhores condições e que demos um passeio na tal supercrise. Então ficar enfatizando os pontos negativos em detrimento de algo tão grande quanto tirar milhões da miséria me parece um pouco demais. Eu votei no Lula para ele governar para quem tem mais carências porque a minha vida de privilegiada vai bem obrigada. E acho que votei muito bem. That's it.

bjs!

Daniela disse...

Nossa, concordo demais. Sempre votei no Lula, votaria de novo e vou votar na Dilma. Me dá calafrios imaginar o PSDB de novo no poder. Falando de maneira bem pessoal, a vida da minha família foi bem atingida pelos governos FHC (Minha mãe é funcionaria federal e ficou 8 anos sem um centavinho sequer de aumento) e vejo que a nossa e a de muita gente melhorou no governo Lula.

Acho que ele fez um excelente governo e lamento que precise se aliar aos ratos do PMDB pra governar.

"Sete anos atrás, Lula não era ninguém em Davos. Hoje é quem faz a foto ficar bonita."

Brilhante, sem mais.

Rita disse...

Oi, Dani. Pois é, as alianças nos dão calafrios mesmo.

Mas acredito que o que você falou sobre sua família se aplica a milhares de famílias brasileiras país afora.

Aqui em casa observamos a cobertura dada ao prêmio pelo Jornal mais visto do país no dia da premiação: uma nota minúscula, mencionada à força e muito a contragosto, seguida por uma reportagem de vários minutos sobre reflexos da crise lá nos EUA. Como ler uma coisa dessas, se não for como um tremenda dor de cotovelo, né não?

Beijinhos e obrigada pela visita!

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }