Cante O Caderno




A hora da cama é às nove. Mas às vezes, lá pelas dez, onze, rola uma tentativa manhosa de adiar o encontro com Morfeu e ela abre a porta do quarto. Eu a vejo, aqui do escritório, descabelada, os olhinhos enfrentando semicerrados a luz que vem do corredor, beicinho a postos, cara de desconfiada.

Às vezes eu não sirvo, quer o pai. Mas insisto e a conduzo de volta à cama com a firmeza de quem já viu o filho mais velho enfrentar problemas para domir (um dia eu conto). Na última vez que isso aconteceu o colo não foi suficiente e o beicinho explodiu em um berreiro, digamos, inconveniente para o horário. Cafuné, carinhos, beijoquinhas, tudo parecia um catalizador para o choro. Meus afagos foram retribuídos com empurrões desdenhosos de cortar meu coração. Então calmamente a deitei na cama - ápice do choro - e comuniquei que cantaria uma canção. Indiferente, ela prosseguiu com o berreiro. Indiferente, comecei a cantar com voz suave:

"Sou eu que vou seguir você do primeiro rabisco até o be-a-bá..."

Ao final da primeira estrofe minha voz era o único som no quarto e ela pôde ouvir a segunda na íntegra:

"Sou eu que vou ser seu colega, seus problemas ajudar a resolver..."

Na terceira estrofe, permitiu que minha mão caminhasse por seus bracinhos de seda:

"Sou que vou ser seu amigo, vou lhe dar abrigo, se você quiser..."

Quando anunciei que "a vida se abrirá num feroz carrossel", sua voz já se somou à minha - "shéééu..."

E, finalmente, "o que está escrito em mim comigo ficará guardado se lhe dá prazer..." foi cantado entre beijinhos dela em meu rosto que já estava coladinho ao seu, esparramada que fiquei em sua cama, entregue ao insubistituível aconchego do momento. O láiá laiá laiá foi imediatamente seguido por um apressado "de novo, mamãe", ao qual obedeci com prazer.

O melhor de entoar O Caderno é que a melodia acalma também quem canta; bom, pelo menos se a pessoa foi criança na época da Casa de Brinquedos.




O fato narrado acima acontece de vez em quando, mas a última vez foi há alguns minutos. Eu ia escrever sobre outra coisa, mas às vezes o post parece que tem vida própria. É melhor deixarmos seguir. Boa noite.

5 comentários:

dannah5 disse...

Adorei, aqui eh soda, nem com musiquinha as vezes mas essa nao conheço, eu canto as conchinhas dos mar pra elas desde q estavam na barriga! :D

beijocas

Anônimo disse...

Eu e Raquel adoramos "O Caderno"! O primeiro DVD de Raquel foi um do Toquinho (No Mundo da Criança), quando ela tinha 5 meses (Aquarela, depois O Pato, "era uma casa muita engraçacada,... Bicicleta, ...O Caderno...por ai vai). E por muuuito tempo, já depois que tinha outros, so queria este. Agora sobre a hora de dormir. O horario lá em casa também é as 21 horas. Então após as 20 já começo a criar o clima (banho, pijama,...) nada mais de agito, pois senão não dorme. Perto das 21 vai o mingau e daí 1 história e depois cantar. Mas, geralmente ela que escolhe a música, quando começo uma "echa não mamãe..."daí fala a música que quer, e na maioria das vezes a música escolhida da noite não pode ser mudada, então canto a mesma música muuuitas vezes, quando penso que ela está dormindo e tento cantar outra música ela abre o olho, tira o dedo da boca e fala "echa nao". Outra coisa, Raquel fala muuito, fala pelos cotovelos, colocou a Mãe no "bolso". Até ela fechar os olhinhos e colocar o dedo na boca rola muita conversa, muita pergunta. Ontem "mamãe, Raquel quer picoca com papai, Raquel que picoca e atiti o jonal com papai..." Papai não está trabalhando meu amor, quando papai chegar você come pipoca com ele. E por ai vai. Quando finjo que estou dormindo: "acoda mamãe" com a mãozinha no meu rosto.
Agora Rita, muitas vezes rola choro também, sem querer dormir, mas sou firme. Ai é muito tempo no quarto até ela dormir.
Amandinha e Rita, vocês despertam a vontade de ouvir Toquinho, hoje terá Toquinho.
Beijos,
Ju

Rita disse...

Oi, meninas.

Dannah, O Caderno é uma canção do Toquinho que o Chico Buarque gravou para o especial infantil Casa de Brinquedos, lááááá nos finados anos 80. Depois que o especial foi ao ar, lançaram o disco (vinil, claro, anos 80...) e minha mãe comprou pra mim. Meu, era maravilhoso, todas as canções de Toquinho em parceria com um tal de Mutinho (perdoem a ignorância, não sei quem é) e gravadas por vários artistas. Tinha MPB4, Simone, Lucinha Lins (!é, eu sei), Tom Zé, Roupa Nova... Mas O Caderno com o Chico era imbatível. A música é linda, será que você encontra no youtube? Vale a pena. Se eu achar, te dou um toque depois. É ou não é tudo de bom, Ju??

Bjs!

Claudia Serey Guerrero disse...

oi !! é linda demais essa musiquinha.... achei sim no You tube.. e me lembrei que uma marca de lapis de cor, fez uma pub com ela... lembras? beijinhos... e vou ficar aqui escutando Toquinho:)

dannah5 disse...

Olha so, descobri q conheço o caderno so nao liguei o nome! Disfarça ai q foi burrice extrema de mua!hehehe

Beijocas

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }