Torradas quentes e pássaros valentes


Começamos o último dia de nosso feriadão na companhia valiosa do blog Technicolor Kitchen  (se você ainda não visitou, corra lá agora). Assim que pulamos da cama, liguei o laptop e preparei umas belezuras de French toast de canela (receita aquique foram devoradas em segundos. A Patrícia do Technicolor sugeriu morangos e pecãs para acompanhar, mas servi as minhas com pêra red e combinou muito bem também. Foi uma fonte perfeita de calorias para encarar a manhã que se seguiu.


Tá na mesa!


Nham! 

Minutos depois, enquanto eu enfiava a louça na máquina, Odisseus já prendia as bikes ao porta-malas do carro e lambuzava as crianças de protetor solar. Seguimos para nosso usual passeio a pedaladas que hoje teve emoções a mais - um ataque de um quero-quero. Mas devo dizer que foi um ataque provocadíssimo - "quer ver, filho, como ele avança se a gente se aproximar dos ovinhos?". É uma pena que eu não tenha registrado o momento, mas o ataque se deu em meio segundo e fiquei assustada demais para fotografar. Juro que pensei que o bicho fosse furar os olhos do meu marido. Mas também, vamos combinar, né? Cada idéia... Felizmente, tudo acabou bem e deixamos a mamãe chocadeira em paz.


 À direita, a mamãe protegendo seus ovinhos. Ao centro, o papai que atacou Odisseus. À esquerda, o persona non grata que deve ter tido os olhos furados. Não ficamos lá para ver o final do embate.

Só para calar minha boca, o sol caprichou e só não brilhou durante as noites em todo o feriadão. Abrigos à sombra foram muito bem vindos e já nem lembro mais dos longos meses de inverno que parecem ter acabado há pouco mais de uma semana.
 

 Bicicletas cuidadosamente estacionadas...


... para um merecido descanso sob a frondosa amiga.


Carpas dançando...


...e desfilando.

Amanhã voltamos ao trabalho outra vez, mas só serão quatro dias até o próximo sábado chegar. Oba!

4 comentários:

Patricia Scarpin disse...

Rita, fiquei felicíssima sabendo que gostaram da French toast - que idéia ótima usar pêras como acompanhamento!

lola aronovich disse...

Pat, vc por aqui?! E falando em pêra, ainda por cima... Essa menina não toma jeito!
Rita, vou comentar aqui sobre o seu post do conflito com cães. Primeiro que, na foto, o Roque tá um gatão! E que coincidência que nós duas tivemos um cachorro chamado Piteco! Nem pensei que fosse um nome tão comum... Como era o apelido do seu? O do meu era Pity, e ele era um ótimo cachorrinho, um Yorkie lindo que morreu muito cedo, de uma doença estranha (que deu toda a pinta de ser erro médico), quando ele tinha apenas 7 anos. Pra gente tem que ser cachorro pequeno, porque eles vivem dentro de casa, dormem na cama, todas essas coisas de quem trata bicho como filho.
Mas não entendi uma coisa, Rita: vc mora em Floripa ou nos EUA?
Ponha mais fotos do Roque! Fiquei feliz que ele não matou o sábia!

Angela disse...

Ai que lindo esta o meu amor, como ta grande. Manda fotos, vai?

Rita disse...

Oi, Pat, Lola, Anginha.

Pat, experimenta com pêras, sim. Ficou uma delícia! E obrigada pela visita, venha sempre! Viu que agora temos um atalho para TK aqui?

Lola,
Viu, viu, viu, viu? O Roque é lindo, sim. ;-)
Nosso Piteco não tinha apelido. Mas o meu cunhado costumava dizer que ele era um misto de gambá com passarinho. O gambá é auto-explicativo; e passarinho porque ele chorava muito quando saíamos e fazia um sonzinho que parecia um assobio de passarinhos... Mas ele era um bom cão, na verdade. Dócil e bobão e muito, muito, muito teimoso. Depois li que os bassets não são exatamente um exemplo de inteligência, então perdoei as teimosias. Tadinho, era meio burrinho mesmo. :-/

Eu moro em Florianópolis há dez anos. Por que você achou que eu morava nos EUA? Quem mora lá é a Anginha, minha amigona que também comentou neste post - e que, aposto, vai começar a ler seu blog também.

Ei, Anginha, tava com saudades dos seus comments. Acho que agora vocês estão up and about again, right? Que bom. Precisamos acertar detalhes de nosso encontro (ei, Lola, tem ida aos EUA no ano que vem, serve?).

Bjs, pessoas!
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }