Palavras ao vento - o blog está menor

 

 
Não sei se você que me lê agora tem ideia do valor que dou a este blog. Talvez aqueles que não tenham um blog não consigam entender bem o que estou sentindo agora, mas vamos lá.
 
Não tenho muitas pretensões com o Estrada Anil, ele é principalmente um diário e acho que as maiores alegrias virão no futuro quando, de cabelos totalmente brancos e lupa na mão, eu viajarei por cada post e cada comentário relembrando momentos que sem o blog correriam o sério risco de se perderem para sempre nos caminhos escuros da minha péssima memória. Sei que darei muitas risadas e me emocionarei muito também.
 
Escrever é um exercício maravilhoso, mas o faço sem almejar grandes trunfos, escrevo porque gosto e vejo na escrita uma forma de vida. Mas o blog tem me mostrado outras delícias além do registro que faço principalmente para mim e minha família. Eu adoro a interação com os leitores e sou verdadeiramente grata por cada momento que vocês dedicam a passear por aqui. E sei que muitos de vocês passeiam calados, o que absolutamente não me aflige porque eu mesma passeio calada por vários blogs que adoro. Mas é claro que recebo com muita alegria todos os comentários que vocês gentilmente publicam aqui.
 
E é por isso que hoje meu coração ficou apertadinho ao ver que, inexplicavelmente, muitos dos preciosos comentários publicados em posts mais antigos do Estrada simplesmente desapareceram. Não sei ao certo quantos sumiram, se o processo já parou ou se outros ainda sumirão, sequer se conseguirei recuperá-los. Estou muito triste por cada linha desaparecida, mas o sumiço de alguns comentários em particular simplesmente partiu meu coração em mil pedaços, como nos que foram publicados nos posts sobre amamentação. Eram comentários que partilhavam experiências marcantes e que poderiam ser de muita valia para eventuais leitoras (muita gente chega ao Estrada em busca de dicas sobre amamentação).
 
Eu nem sei se conseguirei ajuda sobre esse problema. Busquei blogs especializados e o próprio fórum do blogger (a plataforma do google onde o blog é hospedado), mas até agora não recebi nenhum retorno.
 
Como uma coisa ruim nunca vem sozinha, descobri que todos os back ups que fiz até hoje eram back ups do modelo do blog apenas (layout) e não do conteúdo. É o preço da ignorância. Somente hoje fiz o primeiro back up de verdade, mas os comentários já estavam sumidos.
 
Eu sinto muito se algum comentário seu sumiu. Sinto muito mesmo, o retorno dos leitores vale muito para qualquer blogueiro e eu valorizo muito cada visita a este espaço.
 
Espero que os outros comentários não sumam também - vi no fórum que uma blogueira perdeu todos os comentários de seu blog.
 
Não há muito o que eu possa fazer a não ser esperar alguma resposta dos blogs que consultei e torcer muito para que isso não se repita. E peço desculpas pelos back ups não feitos.

E, principalmente, espero que esse maldito incidente não desestimule nossas conversas por aqui. Este parece ser um grande momento para brincar de Jogo do Contente. Vamos ver se consigo: hum... podia ser pior.. o blog inteiro poderia ter sumido. Bem, é verdade. Já aconteceu com outros blogueiros. Vou tentar sorrir.
 
***
 
p.s. Atualização: no momento em termino este post, o Dicas Blogger publicou um post sobre o bug no sistema de comentários do blogspot. Aguardemos.
p.s.2. Já que você está aqui, não deixe de ler a historinha publicada no post anterior, também de hoje. É uma graça. Beijos.
 

4 comentários:

lola aronovich disse...

Nossa, não sabia de nada disso não! Não, que eu saiba comentários do meu blog não sumiram. Mas não sei, são muitos posts, muitos comentários, só vi alguns posts mais recentes. Eu, hein? E o pior é que não tenho back up! Aliás, como faz back up? Tem que fazer separado, do blog e dos comentários?
Ah, uma coisa que vc perguntou foi sobre busca de posts no meu blog. Tem lá! Olhe no top esquerdo. É só digitar "MACBETH" que vc deve ser levada a uns posts meus sobre o meu doutorado. Abração!

Márcia disse...

Querida Rita!
Não fique triste, a comunicação foi feita, você só perdeu a lembrança...
Adoro as imagens que você escolhe, me despertam uma enorme curiosidade para o conteúdo que vem a seguir.
Beijos...

Nakereba disse...

Eu diria simplesmente: perder faz parte do crescimento assim como errar faz parte da aprendizagem (hm, será que isso que estou tomando é chá mesmo??).

abs,

Rita disse...

:-P Tá vendo, Paulo? Essas pérolas que vocês botam aqui não posem se perder, né?

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }