Dia das fadas


Pois então, não vi nenhuma bruxa, nenhum vampiro me mordeu. Nosso final de semana de feriadão teve, até agora, jantar na casa de amigos (obrigada, vizinhos, adoramos!), pedaladas sob o solzão de 32 graus (finalmenteee), piscina, sonecas, empadão, muita preguiça (eu e Ulisses) e muita energia (Arthur e Amanda). Ou seja, tudo certo. Normalzinho, normalzinho, bom demais.

***




Já o final de semana da Carol anda tendo um pouquinho mais de emoção. Ela tem tido um tanto bom de agito, está dormindo menos, experimentando emoções superfortes e anda ocupadíssima. Não se fala em outra coisa na família dela, a casa está cheia de parentes que vieram participar do grande momento do ano em sua vida e o telefone por lá não para. Sua segunda filha nasceu. Devo ir visitá-las nos próximos dias então vocês podem mandar bons pensamentos ao ler este post e eu os transmitirei todos, com prazer.

Se seguir os passos da irmãzinha mais velha, a recém-chegada beldade terá nascido com a cabeça coberta por um mantinho de fios negros como uma noite sem lua que, em pouquíssimas semanas, converte-se em uma linda e farta cabeleira dourada. Um abuso, gente, um abuso - a primeira visita da Gabi ao cabeleireiro aconteceu quando ela tinha três meses e a Carol a levou para aparar a franja que se deitava sobre seus lindos olhinhos. Três meses, gente. Eu desconfio que a Gabi é uma fada e usou sua varinha de condão naqueles cabelos... veremos as magias que sua irmã mais nova (eu, íntima, já a estou chamando de Gi) aprontará.

Parabéns, querida. Avisa ao papai coruja que a mulherada vai dominar geral (como se a Carol fosse ler blog esta semana...).    ;-)

2 comentários:

Angela disse...

Mais um bebe, mais um motivo para celebracao!!! Parabens ao papai e a mamae, boa sorte na jornada. Bem vinda Gi, que seja abencoada de muita saude e consiga manter essa aura de bebe que eh super iluminada, ate magica, por toda a sua vida.

Anônimo disse...

Oi Ritinha,
Obrigada pelo carinho... A minha pequena florzinha é muito calminha, mama e dorme (gente, sempre achei que isso fosse lenda) é um anjinho... Agora falta acostumar minha florzinha mais "velha", acostumada a ser a única no nosso jardim. Ela é muito carinhosa com a irmã, mas está demonstrando seu ciúme de outras maneiras, manhosa, chora, quer ficar grudada conosco, até teve febre...
Angela, obrigada pela mensagem, beijos carinhosos!!!
Rita, espero vc aqui!
Carol

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }