Plantão informa


Alguns updates relevantes:

Eu bem que falei: pro bem ou pro mal, a conta bancária de Dan Brown é mesmo um fenômeno. Porque até para falar mal direitinho, é preciso ler o livro antes. Vale a pena visitar este post. É sempre bom ler quem entende do babado.

* * *
Consegui contratar uma professora particular de yoga e agora voltei às boas com minha prática, viu Anginha? É verdade que já interrompi porque estou com sinusite pela quincentésima vez, mas logo volto. Namasté.



* * *
Ainda não contei aqui: Cachinhos Dourados largou as fraldas em duas semanas. Score!

* * *
Terminei de ler Toda Casa Precisa de Varanda - Memórias de Israel a Barcelona, da escritora israelense Rina Frank (a sinusite, gente, a sinusite: estou de molho em casa). O que dizer? Oh, well, o livro é estruturado em capítulos que oscilam entre a infância pobre em família e a vida adulta da protagonista, garota israelense que enfrenta suas crises existenciais em meio ao choque cultural gerado pela convivência com o marido europeu. Para mim, os pontos fortes do livro estão no uso da linguagem como forma de refletir as angústias da infância e da vida adulta, e nas idas e vindas no tempo que nos permitem ver como experiências vividas na infância da personagem influenciaram sua conduta futura. É um livro sem grandes reviravoltas no enredo e segui preguiçosa até a página 177 quando, então, suspendi a respiração. Na página 236, deixei correr as lágrimas. Mais não posso falar.



* * *
O que posso falar é que agora vou ler O Senhor dos Anéis. Gira o pescoço para um lado, para o outro, encosta uma orelha no ombro, agora a outra, respira fundo, alonga os dedos das mãos: pronto, comecei.

2 comentários:

Angela disse...

Por falar em livro e imigracao e crises existenciais, Heading South, Looking North de Ariel Dorfman. Nao lembro do titulo em portugues, se achar te digo.

Mas a noticia que bombou mesmo foi a de Amandinha rainha do troninho. Que danadinha heim? Dois aninhos, duas semaninhas, negocio resolvido!!!! Parabens para aquela fofinha.

Rita disse...

Tá anotado. E bem que gostaria de ler em inglês mesmo, para acordar uns neurônios que andam meio preguiçosos. ;-)

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }