Bosque do bem


Quando decidi criar um blog pra chamar de meu, o primeiro obstáculo foi minha ignorância quase absoluta em torno do mundo cibernético. Sou usuária, obviamente (moro neste planeta), mas limito-me ao be-a-bá superficial que nos permite manter um endereço eletrônico e navegar nas turbulentas águas virtuais. A motivação que deu origem ao Estrada tem muito mais a ver com gostar de escrever do que com a internet. Então pensei: humm, isso não vai dar certo...

Mas a internet é mesmo um grande oceano: tem toneladas de lixo, mas tem, principalmente, uma enorme diversidade de espécies pra lá de interessantes. O mesmo se aplica, mais especificamente, às correntes da blogosfera. Ainda não me deparei com muitos dejetos – sou nova no meio – mas já tive a sorte de poder me deliciar com blogs excelentes que, por si só, garantem a boa oxigenação do ambiente.

Assim é o www.blosque.com. Sua autora, uma amante dos blogs, mantém uma espécie de porto-seguro para blogueiros que necessitem de um bom farol ou para aqueles que simplesmente estão à cata de uma mudançazinha aqui, uma frescurinha ali. Os textos do blosque.com são cheios de energia, vão direto ao ponto e mostram de maneira clara – até para leigos como esta andarilha aqui – o que fazer para manter um blog vivo e visível no meio das tormentas virtuais. É claro que o sucesso da empreitada fica, em última instância, a cargo de cada blog/blogueiro(a), mas o blosque é mesmo uma excelente bússola.

Foi graças ao suporte valioso de Nospheratt (a dona do blosque.com) que consegui, por exemplo, mudar o domínio do Estrada Anil mesmo sem entender a mecânica de 90% dos passos que dei. Não é uma maravilha?? :-) É uma beleza. Eu não poderia deixar de registrar meu agradecimento aqui. Continuarei fazendo meus passeios por lá, em busca de dicas que me permitam criar um casulo agradável e quentinho para minha escrita incipiente – se as asas vierem, é bom que a estrada esteja bonita e limpinha, não é mesmo?

Deixo a dica: vai construir sua estrada? Comece passeando pelo bosque.

3 comentários:

Nospheratt disse...

Rita,

Muitíssimo obrigada, fiquei MUITO feliz com seu post, achei super bacana! :)

Obrigada mesmo, fico feliz em ser útil. Abração, e muita sorte pra você! :)

Anônimo disse...

Oi, Rita!!!

Tudo bem, flor?

Flor, bosque... ih, acho que vai combinar com o contexto... :-)))

Mas, a sério: tô sempre dando uma passadinha, embora nem sempre deixe um recadinho. Às vezes é preguicite aguda, às vezes é acomodação crônica e outras vezes é, de fato, só a vontade de ler, de aproveitar, sem ter que, necessariamente, falar nada.

Sabe quando o silêncio preenche os espaços e a gente já se sente satisteita? Nada de parecer presunçosa, mas às vezes é assim mesmo: a gente contempla, se alegra, deseja tudo de bom e sai de fininho...

Por outro lado, se eu não disser nada, como você vai saber se estou gostando? Hein? Hein? Então hoje resolvi falar de novo (lá se vão mais nem sei quantas linhas de prolixidade!).

Tá tudo tão bonitinho, tão legal, tô gostando à beça! Se sair do ar por uns dias, tem nada não, depois a gente mata a saudade. Mas, do bosque, vou 'cantar' só um pouquinho... É que lembrei daquela musiquinha que TODA MÃE entoa quando a gente é pequenininho (qualquer semelhança não será mera coincidência) e decidi fazer uma adaptação (considere uma 'licença poética' em sua homenagem!!!).

Nesta "estrada", nesta estrada tem um bosque
que se chama, que se chama imaginação
Dentro dele, dentro dele, mora a Rita
Que quando escreve põe ali seu coração...

Beijo, cunhada (desculpe aí a métrica, mas tá valendo a intenção - eita, até rimou!!!)

Lílian.

Rita disse...

Nospheratt, quanta honra você por aqui! Volte sempre, caminhe à vontade!

Lili, sua bonitinha: adorei a adaptação! É a sua cara. E ter uma musiquinha em minha homenagem entoada por sua voz afinadissima é mesmo tudo de bom (sim, pessoal, a Lilian é cantora das boas)! Muito obrigada, viu? Esta estrada tem cumprido um de seus objetivos mais importantes: diminuir distâncias. Um beijo grande!
Rita

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }