Pro dia nascer feliz


Imagine acordar.
Agora imagine acordar com a casa invadida pelo aroma inebriante do bom pão quentinho, cheirinho de padaria.

Minha panificadora particular

Eu nunca tentei fazer um pão from scratch, a partir do zero, preparando a massa “na munheca”, mas imagino que quando o fizer o resultado será algum objeto bélico bom para matar ratos a pauladas. Mas com essa maravilha moderna da foto sinto-me uma padeira de mão cheia. “Meu pão” sai fofíssimo, na cor que eu escolher – mais branquinho? Tem. Prefere mais moreninho? Tem também. Delicioso. Tudo que preciso fazer é abrir o livrinho de receitas que acompanha a maquininha, escolher o sabor do dia (pão de leite, mais recorrente em nossa casa, pão de manteiga, pão disso, pão daquilo, panetone, etc.), colocar os ingredientes lá dentro e programar a hora em que o “meu pão” ficará pronto. Assim mesmo. Coloco os ingredientes à noite, aviso à máquina que quero pão quentinho às 07:30h da manhã, por favor, vou dormir e, na manhã seguinte, voilà!


Eu sei que se algum chef passar por aqui vai torcer o nariz para essa mania de querer substituir as boas receitas por essas invenções que nunca se equiparam à iguaria feita a mão e bla bla bla. Eu sei. Mas aí eu vou lembrar do cheirinho de pão invadindo a casa enquanto escovo os dentes... Desculpa. Deixa, vai. É só de vez em quando.


________

Jô, eis sua dica, dada há vários anos. Sempre que sirvo pão "feito por mim" para minha família, lembro de você. Obrigada.

3 comentários:

Anônimo disse...

Oi Rita!!
Conheço bem esta maquininha...
O cheirinho de pão assado é muito gostoso.. e comer ele quentinho então....
Beijinhos
Karin

Anônimo disse...

Ritinha, lá em casa a máquina foi posta num armário. Estava no balcão há meses! As últimas tentativas de pão na máquina fracassaram. A Suze só estava fazendo pão abatumado (para alegria de meus filhos)! Nosso negócio, agora, só fazer pão a mão. Dá trabalho, mas recompensa. Nos tempos em que a máquina era a "rainha da cozinha" era uma facilidade, o cheirinho uma delícia!!Hum!! Depois de a Suze abatumar alguns, fiquei com medo da geringonça! Vai que além de fazer pão achatado e torrado, ainda dê indigestão. Bjs. Jô.

Anônimo disse...

Oi Rita, comprovei que esta máquina é maravilhosa! Mas não recomendo pra quem está acima do peso, como nós aqui de casa - rsss
Acho que vou doá-la. hahaha
Beijosss

 
©A Estrada Anil - Todos os direitos reservados. Layout por { float: left; }